ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Teste do Colégio Militar reprova Educação de Sobral

O 4º Colégio Militar de Sobral lança nesta quinta-feira (13) novo edital para preenchimento de vagas remanescentes para o ano letivo de 2020. Dos 300 inscritos para a prova de admissão, apenas 61 obtiveram nota igual ou superior a cinco. Oito em cada 10 estudantes provenientes da escolas municipais não conseguiram sequer a nota 5. A situação é contraditória. Como é que a educação que alcança média 9 no Ideb, a maior do Brasil, não consegue acertar, ao menos, cinco questões de Português e Matemática?

Na manhã desta quinta-feira (13), vários pais de alunos buscaram informações e o esclarecimento de dúvidas quanto à matrícula e ingresso de alunos que concorreram à vagas no 4º Colégio da Polícia Militar do Ceará Ministro Jarbas Passarinho, localizado no Bairro Junco, em Sobral. As inscrições foram realizadas entres os dias 24 e 27 de janeiro, por meio do site www.cpmgef.ce.gov.br. De acordo com o edital, além das vagas garantidas a quem já cursava à escola, foram ofertadas mais novas 820 vagas. Destas, apenas 300 estudantes se inscreveram, sendo apenas 61 deles aprovados, ou seja, 20,33%.

O baixo percentual do número inscritos (37%) também chama a atenção. Mas de acordo com a secretaria da escola, a baixa procura pode ter se dado por conta de pouca divulgação das novas atividades, somada à demora burocrática para a saída do edital, o que comprometeria o período de matrículas na Rede Pública de Ensino. Com medo de ficar de fora da sala de aula, os pais teriam optado em garantir as vagas dos filhos no ensino regular. Para ser admitido nas provas, elaboradas com 10 questões de Português e 10 de Matemática, o estudante deveria alcançar a média 5. O que não ocorreu para a maioria.

Ainda segundo a secretaria da Escola Jarbas Passarinho, a saída foi a elaboração de um novo edital, onde não haverá nova avaliação por meio de teste, cabendo o ingresso ao colégio, por meio de análise do boletim do estudante. A média deverá ser igual ou superior a 6.

A informação trouxe alívio à dona de casa Alexandra Gomes Silva que não encontrou o nome do filho na lista de aprovados. “Eu fui informada que amanhã deverei estar aqui como o boletim dele da Escola Maria Dias, para avaliar, se pelas notas do ano passado, ele poderá estudar aqui, porque como tem vagas, isso pode acontecer”, espera.

“É o meu sonho estudar numa escola militar, porque eu quero ser policial. Acho que os conhecimentos que terei aqui vão ajudar muito a alcançar esse meu objetivo”, revela Allyson Silva (14), filho de dona Maria, que viu uma nova oportunidade surgir depois de não ver o nome na relação dos aprovados. “Dessa vez, pelas minhas notas, eu passarei sim”, garante o estudante. Para garantir o acesso, dos interessados, o colégio estenderá o atendimento de sexta (14) a domingo (16).

Fardamento

Outra dúvida dos pais tem sido quanto ao fardamento exigido: tênis, calça e camisa de cores e tipos específicos, o que comprometeria o bolso de algumas famílias que não teriam condições de arcar com o novo custo. Como é o caso da desempregada Maria das Dores Vasconcelos (48). Afastada da antiga empresa de onde tirava seu sustento, por conta de um acidente de trabalho, ela teve o direito a qualquer tipo de benefício negado pelo INSS. A dona de casa sem mantém com uma cesta básica entregue pelo antigo empregador, além da ajuda de amigos e familiares.

Falta de recurso

Na casa onde ela mora são três adultos, todos desempregados. O neto que a mulher cria teve a vaga garantida, por já ser aluno da Jarbas Passarinho. “ Eu não tenho condições de arcar com o fardamento novo dele, que vai para o segundo ano do ensino médio. Agora, o antigo uniforme não serve mais. Não tenho dinheiro para comprar. A solução que a escola deu, por enquanto foi comprar somente a calça. Isso já ajuda”, disse a mãe mais aliviada.

O que é

O Colégio Militar é uma escola pública de educação básica (ensino fundamental e ensino médio) em que militares do Exército Brasileiro da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e de outros órgãos da segurança pública desempenham as tarefas diretivas e administrativas. No Brasil, esta categoria de ensino é regulada pela Lei n° 9394 de 20 de dezembro de 1996, também conhecida como Lei de Diretrizes e Bases da Educação, em seu artigo 83. Em Sobral, apenas alunos do ensino médio terão acesso a este tipo de educação.

Serviço

Novas inscrições do Edital para ingresso no Colégio Militar de Sobral

Endereço: www.cpmgef.ce.gov.br

Fonte: Sobral Post / Por Marcelino Júnio

11 comentários:

A verdade é que ninguém se interessou!
Agora a direção do colégio vai fazer adesão dos novos alunos sem seleção.

Estão "catando" alunos de outras escolas do Estado para o tal colégio, ninguém quer ir!

Nossa!! 79,6% dos 300 inscritos são reprovados em um simples teste. Impressionante, nunca acreditei no IDEB, pelo menos no que se refere a Sobral. O nível está cada vez mais precário. Aff...

Ih rapaz, a farsa vai ser revelada! Jaja aparece gente pra boicotar o colégio militar! Pobre sobral!

A Verdade é que os jovens não querem disciplina querem ficar na pública que vai até de chinelo e de qualquer forma que entra, e na escola pública não existe reprovação de aluno todos passam infelizmente... Adorei essa iniciativa que venha mais destes para SOBRAL..

Mal estruturado e desorganizado da forma como foi implantado, realmente, ninguém tem se interessado mesmo. Pensei que seria algo melhor. Tinha planos de colocar meu filho lá, mas a demora para iniciar a seleção e a falta de organização me fizeram deixar meu filho em uma escola particular mesmo.

kkkkkkkkkkkkkkk, já era esperado. Os alunos não tem nível pra fazer a prova do colégio militar. Educação nota 10 kkkkkkkkkkkkk

Uma população totalmente ignorante que não sabe a qualidade de um colégio desse para o seu filho, um colégio do qual tem a base pedagógica do Farias Brito ou seja os alunos tem acesso aos mesmos livros que os alunos do Farias Brito. E também mostrou que o quanto a educação de sobral está a abaixo do nível que o prefeito anda falando ai. #sófraude

a escola nota 10 e só papo furado

Nao é que a educação de sobral seja ruim, eh que os alunos bons nao querem estudar naquele predio milenar, fora que esse projeto de escolas militares o povo tem eh medo.

é que o povo de Sobral ainda é matuto.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More