sexta-feira, 17 de abril de 2020

Bolsonaro se solidariza com Gusttavo Lima após ataques

O presidente Jair Bolsonaro prestou solidariedade ao cantor Gusttavo Lima após o sertanejo ser acionado pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) por propaganda irregular e consumo excessivo de bebida alcoólica durante uma live. O cantor fazia o show online, no último sábado (11) para arrecadar doações e alimentos para pessoas necessitadas.

– Minha solidariedade ao cantor Gusttavo Lima, que vem sendo injusta e covardemente atacado após a grande live que fez dentro de sua própria casa. Ele e outros artistas sertanejos e de demais gêneros, têm sido grandes heróis nessa luta contra a COVID-19 e merecem aplausos – escreveu Bolsonaro.

O presidente também elogiou a série de lives beneficentes e disse que os cantores trazem “conforto” aos brasileiros confinados durante a pandemia.

– Tomaram uma iniciativa espontânea louvável, demonstrando amor pelo seu povo e país, levando entretenimento e conforto para a casa de milhões de famílias neste momento de estresse, além de arrecadarem toneladas de alimentos e promoverem grandes doações. O Brasil agradece! – disse Bolsonaro.

Nesta quarta-feira (15), Gusttavo Lima anunciou que não fará mais as transmissões online e disse que está sendo “censurado”. Ele a a Ambev foram acionados pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) para explicar a propaganda irregular de bebidas alcoólicas durante a transmissão, bem como o consumo excessivo de álcool.

Desde que começou o isolamento, Gusttavo Lima realizou duas lives beneficentes. Juntas, as duas transmissões arrecadaram mais de R$ 1 milhão, entre doações de alimentos, insumos hospitalares e roupas, além de dinheiro. O próprio Gusttavo Lima doou R$ 500 mil em alimentos para uma comunidade em Goiânia.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More