sexta-feira, 10 de abril de 2020

Estado veta reajuste para servidores públicos

A crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus atinge em cheio as receitas do poder público no País. Não se fala mais na possibilidade de impacto, mas sim no tamanho do rombo. O Ceará está adotando uma série de medidas de contenção de gastos para tentar manter o equilíbrio fiscal e uma delas será o congelamento dos salários de servidores estaduais. Enquanto estiver em vigência o decreto de calamidade pública, não se fala em aumento salarial, nem de reposição da inflação para os servidores. E nem se pode falar disso, diga-se de passagem. A regra é para todos os poderes estaduais e o Ministério Público. O Estado quer fazer uma economia de R$ 100 milhões com custeio para manter os investimentos principalmente na Saúde. Todos os detalhes estão na matéria "Estado projeta economia de R$ 100 mi ao conter gasto com pessoal".

Sem cortes

Pode parecer amargo para o servidor, mas há, pelo menos, 11 estados brasileiros em sérias dificuldades de pagar a folha de servidores, como em Minas Gerais, que o governo vai pagar na semana que vem uma parcela dos salários de março. E não há prazo para pagamento da segunda parcela. No Ceará, pelo menos por enquanto, ainda não há esse risco. Há também outra garantia: não há risco de corte de salários para os servidores no horizonte dos próximos três meses, que é uma estimativa de duração da crise, calculada pelos técnicos do Estado.

Levar a sério

O governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, têm feito um trabalho de tentar conscientizar as pessoas a ficarem em casa neste momento que indica ser de pico dos casos da pandemia. Fortaleza é a cidade com maior incidência de casos do coronavírus no País e isso é grave. O poder público tem feito muito pouco até aqui para evitar aglomerações. É preciso ser firme.

Dados alarmantes

O Ceará concentra quase metade dos casos de coronavírus na Região Nordeste. São 1.445 de um total de 3.262. Uma situação gravíssima que exige a máxima atenção do poder público e da sociedade. É momento de redobrar as medidas de controle da situação.

400 testes de Covid-19 são feitos por dia no CE

Um dos motivos apontados pelas autoridades de Saúde do Estado para o alto número de casos confirmados no Estado é a quantidade de exames realizados em pacientes com sintomas por dia. A hipótese é que outros estados do Nordeste, como Bahia e Pernambuco, registram bem abaixo disso.

1.000 testes é a meta para a próxima semana

Ontem, o governador Camilo Santana disse, em 'live' nas redes sociais, que a expectativa do Estado é subir o número de testes por dia para um total de mil. O Ceará ainda aguarda a chegada de um carregamento de testes comprados direto da China. A carga deve sair do continente asiático no dia 15.

(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More