quinta-feira, 16 de abril de 2020

"Temos duas doenças: o vírus e o desemprego", diz Bolsonaro

Presidente comentou sobre o novo ministro.

O presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista na noite desta quinta-feira (16), logo após apresentar o novo ministro da Saúde, Nelson Teich. Bolsonaro reafirmou a preocupação com o desemprego e com a saúde.

– Temos duas doenças, essa que estamos vendo e o desemprego. A ideia do novo ministro é atacar os dois problemas. [Temos que] fazer o possível para tratar o problema da doença e do desemprego, que cresceu muito – apontou.

Bolsonaro também voltou a criticar a decisão de alguns governadores e prefeitos, que adotaram um isolamento mais severo.

– A decisão dessa forma de agir foi dos governadores e dos prefeitos, não foi do presidente da República. O Brasil não tem como manter por muito tempo isso [isolamento], no meu entender ja chegou no limite. Quem vai convencer os governadores [a retomar as atividades] é o povo com as manifestações por aí. No momento houve um clima de pânico, mas com o tempo as pessoas tomam consciência de que o problema está aí e que várias outras doenças existem – disse Bolsonaro.

O presidente aproveitou também para criticar a decisão do STF que dá autonomia para estados e municípios adotarem o isolamento como quiserem.

– O STF disse que os governadores e prefeitos têm uma posição de destaque em relação a minha. Eu lamento, devia ser o contrário. Eu não quero impor nada, eu jamais prenderia quem quer que estivesse em uma praça pública, muito menos uma mulher. Eu não fecharia o comércio da forma como foi fechado. Quem vai pagar essa conta, é o Jair Bolsonaro ou a população? É a população – afirmou.
 
(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More