quinta-feira, 16 de julho de 2020

Lula defende Gilmar por fala sobre o Exército e o genocídio: “Pura verdade”

Lula defendeu a fala do ministro do STF, Gilmar Mendes, que criticou a presença de militares no controle do Ministério da Saúde, ligando o Exército Brasileiro a um “genocídio” causado pela Covid-19.

Em live conjunta som sindicalistas petroleiros, realizada nessa quarta-feira (15/07), o líder do petismo disse que o ministro estava certo ao fazer a crítica e que a frase não fez referência às Forças Armadas, mas sim ao fato de não cobrarem um suposto “comportamento adequado” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) frente ao combate contra o novo coronavírus.

Lula disse não se opor à presença de militares em cargos públicos, mas criticou a capacidade do Eduardo Pazuello de comandar a pasta.

“O Gilmar está certo. Ele não culpou o Exército, ele disse que o Exército, participando como está participando (do Ministério da Saúde) sem cobrar comportamento adequado do presidente da República, vai contribuir com os erros do presidente da República. Isso é a mais pura verdade e eles (militares) se ofendem”, disse.

Com informações do Metrópoles

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More