quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Adolescente denuncia que pastor usava nome do "diabo" para cometer estupro

Vítima informou à polícia que abusos eram frequentes e, por isso, comunicou seus pais. Suspeito está foragido.
Uma adolescente de 13 anos denunciou à polícia nesta semana que vinha sendo vítima de estupro por um pastor em Jaru (RO). A vítima relatou a uma policial de que o homem usava o nome do “diabo” caso ela não aceitasse manter relações sexuais com ele. O suspeito não foi encontrado.

Vítima informou à polícia que abusos eram frequentes e, por isso, comunicou seus pais. Suspeito está foragido.

Uma adolescente de 13 anos denunciou à polícia nesta semana que vinha sendo vítima de estupro por um pastor em Jaru (RO). A vítima relatou a uma policial de que o homem usava o nome do “diabo” caso ela não aceitasse manter relações sexuais com ele. O suspeito não foi encontrado.

A vítima disse ainda que os abusos ocorreram mais de uma vez e, por causa da frequência, contou sobre o que estava acontecendo aos pais.

Após a coleta de informações com a adolescente, a guarnição seguiu até a casa do pastor, mas ele não foi localizado.

Duas meninas foram encontradas sozinhas dentro da residência. Um homem assumiu a responsabilidade pelas crianças.

O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More