SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Sérgio Reis diz que vai enfiar a mão na cara de Dória e Covas e ameaça: “Fujam de mim"

Sérgio Reis detonou o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) e o governador do Estado de São Paulo, João Dória (PSDB) em live na noite de quarta (14). As informações são do portal TV Foco.

Ele ameaçou sem dó durante o show e disse que vai partir para a pancadaria. “O que vocês querem fazer com o nosso povo, hein, Dória? Hein, Covas? Será que preciso ir aí meter a mão na cara de vocês?”, ameaçou o cantor. Vale dizer que o auxílio vem aí – saiba se você ganhará.

Os comentários de Sérgio Reis foram realizados como crítica às medidas de restrição e isolamento social por causa do novo coronavírus. A fala de Reis contra as medidas do governo paulista é de acordo às do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a quem ele dá todo apoio. “Fujam de mim. Eu não preciso mais ser amigo de vocês. Isso é verdadeiro, é ao vivo”, declarou.

Sérgio Reis, de 80 anos, prosseguiu. “O que vocês estão fazendo com os nossos comerciantes, com as pessoas… Estão matando o povo de fome! O que vocês querem, que a China tome conta da gente? Ou querem apanhar na cara?”, declarou o famoso. Em seguida, ele finalizou. “É o que vocês merecem. Depois vem, vem falar, me processa, fala que eu estou errado”.

O cantor Sérgio Reis disse ainda que o povo concorda com ele. “Vocês vão ver o que vai virar a frente da casa de vocês. Acham que o povo não está comigo”, comentou. Em outro instante, o artista criticou as condições de vida dos indígenas no país e ameaçou espancar membros de ONGs. “É muito importante o que o Bolsonaro fala, estamos abrindo as portas”, falou o sujeito.

Sérgio Reis prosseguiu. “Tem 270 mil ONGs lá perturbando esses índios. Vamos tirar uma a uma, nem que seja no soco, no pontapé, na flecha dos nossos índios do Norte. Nós temos que moralizar nossos indígenas”, disparou o idoso.

Veja:

1 comentários:

E sobral, que está tudo fechado por que nossos vizinhos não se cuidam e mandam os doentes para cá, estou para arrancar os hospitais daqui e levar para outro canto.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More