SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

domingo, 16 de maio de 2021

Polícia Civil desarticula esquema de registro falso de roubos e furtos de veículos alugados para motoristas de aplicativo

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) desarticulou uma associação criminosa responsável por aplicar golpes, por meio das redes sociais, alugando veículos de forma fraudulenta para o uso de aplicativos. Posteriormente, mediante o registro falso de roubos e furtos dos citados veículos, os mesmos eram revendidos a receptadores, inclusive para serem desmanchados. A ação, registrada na última quarta-feira (12), resultou nas prisões de três mulheres, entre elas, uma gerente de uma agência bancária da Caixa Econômica Federal. Dois veículos roubados este mês foram recuperados. Os detalhes da ação policial foram repassados durante coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje (14), na sede da Delegacia Geral da PCCE em Fortaleza.

As investigações iniciaram após uma vítima denunciar que havia alugado o carro para duas das suspeitas e, ao chegar a data da devolução, não conseguiu mais entrar em contato com elas. “A vítima ligava e o telefone já constava como desligado ou que não existia mais”, explicou Pedro Viana, titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), responsável pelas apurações.

Com a notícia do crime, os policiais civis passaram a realizar diligências e conseguiram capturar Joenya Kerbia Gondim de Miranda (39) e Socorro Monteiro da Silva (36), ambas não registravam antecedentes criminais. Elas foram presas no bairro Vila Manuel Sátiro, na Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9) de Fortaleza, no momento em que conversavam com uma nova vítima e se preparavam para aplicar um novo golpe.

Após as capturas, a Polícia Civil descobriu todo o esquema criminoso que consistia no aluguel de veículos que eram anunciados por pessoas físicas em redes sociais e grupos de aluguel de carros, em um aplicativo de mensagens instantâneas. Depois de serem roubados, os bens eram enviados para desmanches ou sofriam adulterações para serem revendidos. As duas infratoras se passavam por motoristas de aplicativo que desejavam locar carros para trabalhar.

Ainda segundo Pedro Viana, os policiais civis verificaram que as suspeitas registraram Boletins de Ocorrência (BO) em delegacias afirmando terem sido vítimas de roubo dos veículos alugados para despistar os locadores, ou então apenas mudavam os contatos telefônicos e desapareciam com os carros.

Também foi feita a prisão de uma mulher de 42 anos, que é gerente da Caixa Econômica Federal. Ela também não registrava antecedentes criminais. Com ela, foi encontrado um dos veículos roubados pelas suspeitas, um HB20 vermelho. Dando continuidade às apurações policiais, outro veículo, também roubado, foi entregue na delegacia pelo namorado da mulher.

Diante dos fatos, Joenya e Socorro foram autuadas em flagrante por estelionato e associação criminosa. Já a bancária foi autuada por receptação. Ainda na quarta-feira, a suspeita pagou fiança e foi posta em liberdade. Porém, após audiência de custódia, foi expedido um mandado de prisão preventiva contra ela, que foi novamente presa na manhã de hoje. As investigações sobre o caso seguem no sentido de identificar e localizar possíveis comparsas das suspeitas.

Denúncias

A população pode contribuir com os trabalhos policiais repassando informações que auxiliem na localização de pessoas envolvidas nesse tipo de ocorrência. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou ainda pelo telefone (85) 3101-2489, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC). O sigilo e o anonimato são garantidos.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More