terça-feira, 1 de março de 2022

Bebê prematura extrema recebe alta depois de quatro meses internada na Santa Casa de Sobral

São mais de 120 dias que separam a data de nascimento até o dia em que Maria Olívia Magalhães pôde ir para casa em Morrinhos, uma das cidades da região norte do estado do Ceará. Considerada prematura extrema, a bebê nasceu com 25 semanas e quatro dias de gestação pesando apenas 750 gramas, no dia 13 de outubro do ano passado, mas somente na quarta-feira (16/02) deixou a Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS), onde esteve internada. A mãe da pequena, Neulândia Magalhães, acompanhou diariamente as diversas intercorrências que aconteceram durante o período de internamento da filha, e durante a alta hospitalar a emoção tomou conta.
Neulândia permaneceu firme durante os quatro meses e três dias que Maria Olívia precisou ficar no hospital, ela não saiu do lado da filha em nenhum momento. “O tempo todo, enviava energias positivas, com pensamentos positivos de que tudo iria dar certo no final, e hoje saio emocionada e grata pela equipe multiprofissional que direcionou toda a assistência necessária para minha pequena, e assim nos possibilita ir hoje para casa. Gratidão a todos”, relata a mãe emocionada.

Para a técnica de Enfermagem Diana Oliveira fazer parte deste momento é muito gratificante. “Formamos laços fortes com os prematuros e com suas genitoras que nos mostram forças a cada dia, que não desanimam e que são regadas por muita fé e determinação”, destaca.

De acordo com a enfermeira neonatologista Karine Sales, a Unidade Neonatal da Santa Casa vem trazendo muitos resultados positivos quanto a altas seguras e saudáveis de prematuros extremos, sendo referência no cuidado neonatal da região norte do estado do Ceará.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More