quinta-feira, 7 de abril de 2022

Entenda por que a gasolina em Sobral é a mais cara do Ceará entre as 10 cidades pesquisadas pela ANP

Abastecer o tanque com gasolina pode ser mais caro ou mais barato dependendo de onde se esteja no Ceará. De acordo com o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a diferença do litro da gasolina comum entre um município e outro chega a R$ 0,71.

No período entre 27 de março e 2 de abril, o preço médio da gasolina na capital ficou em R$ 7,42. Ao redor do estado, a gasolina chegou a ser vista entre R$ 7,05 e R$ 7,99, considerando preços mínimos e máximos.

Entre as 10 cidades do Ceará avaliadas, o município com maior preço do combustível foi Sobral, onde o litro custava em média R$ 7,98. Cabe ressaltar que nas demais cidades do Estado, há preços ainda mais elevados, acima de R$ 8, mas os números não são registrados pela ANP.

Em Juazeiro do Norte, em contraponto, o custo médio da gasolina era de R$ 7,27.

A variação no estado tem a ver com custos logísticos a depender da distância do município dos centros de distribuição. A margem de lucro dos postos de gasolina também influencia o quanto o consumidor vai pagar na bomba.

Maiores e menores preços


Cidade

Preço médio

Preço mínimo

Preço máximo


Juazeiro do Norte

R$ 7,274

R$ 7,05

R$ 7,49


Quixadá


R$ 7,359

R$ 7,359

R$ 7,359


Maracanaú


R$ 7,399

R$ 7,37

R$ 7,49


Caucaia

R$ 7,425

R$ 7,19

R$ 7,699


Fortaleza


R$ 7,442

R$ 6,89

R$ 7,979


Crato

R$ 7,482

R$ 7,43

R$ 7,599


Itapipoca

R$ 7,832

R$ 7,829

R$ 7,84


Iguatu

R$ 7,836

R$ 7,8

R$ 7,84


Limoeiro do Norte

R$ 7,862

R$ 7,79

R$ 7,89


Sobral

R$ 7,982

R$ 7,89

R$ 7,999

Diferença de preços

O doutor em economia e professor da FACC-UFRJ Joseph Vasconcelos destaca três pontos que podem influenciar o preço dos combustíveis em um mesmo estado: estoque, logística e margem de lucro.

“Alguns postos têm um estoque maior do que outros, isso faz com que, por exemplo, se ele comprou combustível em uma determinada área e determinado preço, aquele preço vai vigorar até acabar o estoque”, detalha.

Outro ponto que explica a diferença de preços entre um município e outro é a questão logística. Quanto mais longe uma localidade estiver do centro de distribuição, maior será o custo para trazer o combustível até a cidade.

A localização do posto também pode afetar nos custos para manter o negócio.


Em determinadas localidades, manter o posto de gasolina tem um custo maior. Em Fortaleza, por exemplo, um posto no Meireles tem um custo de manutenção maior do que na periferia porque o aluguel do espaço é mais caro, vai ter que repassar para o preço final
JOSEPH VASCONCELOS
doutor em economia e professor da FACC-UFRJ


O economista e professor de economia da Universidade de Fortaleza, Allisson Martins, também aponta que a quantidade de postos em uma determinada região pode influenciar diretamente nos preços em razão da margem de lucro aplicada pelos postos de gasolina.

“Se territorialmente tem poucos postos, a competição é menor e faz com que o empresário aplique uma margem de lucro maior”, diz.
Imposto

A cobrança tributária não é um fator que influencia a diferença de preços em um mesmo estado. Como o ICMS é um imposto estadual, a mesma alíquota é aplicada em todos os municípios.

“Nesse caso da diferenciação do preço dentro do próprio estado, ICMS não é responsável. Independente de ser em Chaval, no extremo norte, ou em Juazeiro, o ICMS é o mesmo. Isso poderia justificar o preço do combustível no Ceará e no Rio. No Rio, está bastante acima do Ceará, mas tem a justificativa da alíquota do ICMS ser maior que o do Ceará”, coloca Joseph.

Allyson pondera que pode haver alguma influência apenas em municípios de fronteira, cujo centro de distribuição mais viável esteja localizado em outro estado com alíquota de ICMS diferente.

(Diário do Nordeste)

3 comentários:

Cadê o PROCON que não age na defesa e proteção ao consumidor em Sobral?? Donos de postos de combustíveis assaltando de cara limpa e ninguém faz nada, mas fazer o que né, Sobral terra sem lei!!!!

O preço da gasolina em Sobral sempre foi caro, porque existe na cidade um cartel de postos de gasolina, que impede a livre concorrência.

JÁ ENTENDI, EXISTE UMA QUADRILHA QUE DITA O PRESO DO COMBUSTÍVEL AQUI EM SOBRAL E O PROCON, DECON, VEREADORES E AS AUTORIDADES COMPETENTE NÃO FAZEM NADA PARA AMENIZAR O SOFRIMENTO DOS CONSUMIDORES. INFELIZMENTE!

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More