ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

sexta-feira, 20 de maio de 2022

Brasil terá geração mais pobre após fechamento de escolas na pandemia

O Brasil está entre os países onde alunos que enfrentaram escolas fechadas durante a pandemia terão as maiores perdas de rendimentos ao longo da vida. É o que aponta relatório divulgado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre as consequências da crise sanitária, na terça-feira 17.

A equipe do FMI calcula que os ganhos médios de estudantes brasileiros serão 9,1% menores nas as próximas décadas por causa do fechamento das escolas. O prognóstico coloca o país na terceira pior posição entre os países do G20, atrás apenas da Indonésia — onde a perda é estimada em 9,7% — e do México, que lidera o ranking, com 9,9%.

O relatório mostra que o aprendizado incompleto com as escolas fechadas durante a crise sanitária, se não for remediado, pode diminuir o rendimento médio dessa geração de estudantes.

O documento ainda destaca que o impacto da pandemia na educação é algo sem precedentes e que os efeitos na economia, na desigualdade e na renda da população poderão ser sentidos por muito tempo.

Só nos anos de 2020 e 2021, as interrupções nas escolas afetaram 1,6 bilhão de alunos em todo o mundo. O FMI revela que as perdas de aprendizado recaíram desproporcionalmente sobre os países emergentes, com consequências ainda mais graves para as populações vulneráveis.

(Terra Brasil Noticias)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More