249 ANOS! PARABÉNS SOBRAL!

sexta-feira, 27 de maio de 2022

Homem asfixiado foi abordado pela PRF por estar sem capacete

Genivaldo de Jesus Santos, homem que morreu asfixiado após ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe, foi abordado por estar conduzindo uma motocicleta sem capacete. Segundo o boletim de ocorrência, os agentes pediram que ele descesse do veículo e levantasse sua camisa, mas ele teria resistido e demonstrado “agitação”. No documento, as autoridades admitem ter usado spray de pimenta e que o imobilizaram dentro do porta-malas da viatura com gás lacrimogêneo, mas afirmam que a causa do óbito foi “possivelmente um mal súbito”. O IML, no entanto, confirmou que Genivaldo morreu por “asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda”.

Segundo o Boletim de Ocorrência obtido pelo site The Intercept, a equipe de motopoliciamento tático fiscalizava a rodovia BR 101, em Umbaúba (SE), quando “visualizou uma motocicleta de placa OUP0J89/SE sendo conduzida por um indivíduo sem capacete de segurança, motivo pelo qual procedeu à sua abordagem”.

– Foi dado o comando para que o condutor desembarcasse da moto e levantasse a camisa, como medida de segurança, no entanto a ordem foi desobedecida, levantando o nível de suspeita. Ato contínuo, determinou-se que o indivíduo colocasse as mãos na cabeça e abrisse as pernas, de modo a possibilitar a busca pessoal, porém esta ordem foi igualmente desobedecida, agravando-se pelo fato de que o abordado a todo momento passava as mãos pela linha de cintura e pelos bolsos – diz o texto.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More