ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

domingo, 3 de julho de 2022

Capitão Wagner critica Prefeitura de Sobral por crise na Santa Casa

O pré-candidato ao Governo do Ceará, Capitão Wagner (UB-CE), comentou, neste sábado (2), sobre a nota emitida pela Santa Casa de Misericórdia de Sobral em que a instituição anuncia uma crise financeira e uma iminente paralisação dos atendimentos ao público na próxima quarta-feira, 6.

Durante evento do seu partido em Santa Quitéria, o líder do UB-CE citou o episódio para criticar a gestão do prefeito Ivo Gomes (PDT), um dos seus opositores no Estado.

"O que está acontecendo com a Santa Casa de Sobral, na iminência de fechar as portas porque esse grupo que está no poder está retendo dinheiro que vem do Governo Federal pra ser entregue à Santa Casa. 'Eu não entrego porque eles não votam na gente. Eles são adversários políticos da gente. Eles votam no Moses, eles votam no Capitão'. Olha a que ponto chegou a baixaria da politicagem no estado do Ceará. Vidas estão sendo perdidas, pessoas estão morrendo na porta do hospital e eles pouco caso fazem em relação a isso", disse Wagner.

Um documento divulgado pela Santa Casa na última semana afirma que a unidade teria perdido um valor milionário nos últimos anos.

Isso teria acontecido devido a "descontos extremamente injustos nos incentivos federais destinados ao custeio do serviço prestado" e com a "exigência de metas impraticáveis e, consequentemente, coma diminuição nas verbas que lhe pertencem e que são essenciais para a sua manutenção".

"A instituição está vivenciando uma situação emergencial, correndo o risco, infelizmente, de não renovar a prestação de serviços públicos se não for remunerada adequadamente, paralisando suas atividades na próxima quarta-feira (06/07) por encerramento do aditivo contratual com a Gestão Municipal de Sobral", diz o comunicado, que ainda reforça a busca por diálogo para continuar com as assistências.


A publicação foi vista pelo prefeito de Sobral como falsa e de cunho eleitoral.

"Ao povo de Sobral e da zona norte: Tenho sido perguntado a respeito de boatos, mais uma vez em período eleitoral, acerca de eventual paralisação de serviços da Santa Casa de Sobral. Deixe-me dizer algo definitivo: isso jamais vai acontecer", escreveu Ivo Gomes, nas redes sociais.

Entenda o embate em Sobral

O município de Sobral é cenário de um constante embate entre o prefeito Ivo Gomes e o bispo do município, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, que comanda a Santa Casa.

O pedetista acusa o líder religioso de articulação política com Capitão Wagner para prejudicá-lo.

Em março de 2021, o prefeito sobralense foi acusado por Wagner de criar "leitos fantasmas" e não destinar o montante de R$ 4,3 milhões enviado pelo Governo Federal para a saúde da cidade.

Em reação, Ivo acusou o bispo da Igreja Católica da cidade de envolvimento em "bandalheiras" na Santa Casa.

Além disso, o prefeito disse que o religioso seria um "bolsonarista" com "concluio com o que há de pior na política cearense". As palavras foram inseridas em publicação nas redes sociais.

Logo depois, membros do Clero de Sobral divulgaram uma nota em defesa da Diocese do município e da Santa Casa.

Nove padres assinaram uma nota em resposta à polêmica. Apesar de não fazer menção direta a Ivo Gomes, a mensagem foi bastante clara.

"Uma história séria como a nossa, precisa ser tratada com respeito e seriedade!", afirmaram em documento.

Fonte: Filipe Ferreira / O Povo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More