terça-feira, 19 de julho de 2022

Izolda: "Meu partido decidiu que não terei direito a concorrer à reeleição"

A governadora Izolda Cela (PDT) se manifestou após ser derrotada por Roberto Cláudio na reunião do diretório estadual que definiu a candidatura ao Governo do Ceará. Ela não declarou apoio ao ex-prefeito de Fortaleza.

"Meu partido PDT decidiu hoje, em reunião de diretório, que não terei o direito a concorrer à reeleição. Respeito a decisão. Seguirei firme, com força e coragem, honrando meu mandato e trabalhando muito pelo nosso Ceará. Sempre com respeito e verdade. A luta continua!", publicou Izolda.

Em 20 anos, é a primeira vez que um chefe do Executivo do Estado não disputará a reeleição.

Ao longo das últimas semanas, Izolda mobilizou o maior movimento de apoios públicos por parte de deputados estaduais e de prefeitos cearenses. Pelo menos 60 gestores municipais fizeram publicações nas redes sociais em defesa da governadora.

Para esta quarta-feira, ela convocou reunião com o secretariado para informar que sua gestão, nos próximos cinco meses, terá foco na melhoria da vida do povo cearense — vai ser o estilo “zero política.

A governadora não deve participar da Convenção Nacional do PDT, em Brasília, que homologará a

candidatura do presidenciável Ciro Gomes ao Planalto. Ela continua indignada e acredita que veto de Ciro à candidatura dela é um ataque às mulheres na política.

1 comentários:

Esta decisão do partido poderá custa muito caro , nesta eleição.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More