terça-feira, 23 de agosto de 2022

Empresários são alvos de busca e apreensão ordenadas por Moraes

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Polícia Federal (PF) cumpra mandados de busca e apreensão contra oito empresários que publicaram mensagens com críticas à Suprema Corte e ao PT em um grupo no WhatsApp. Os alvos são empresários que apoiam o presidente Jair Bolsonaro, como Luciano Hang, dono do Grupo Havan.

Os mandados são cumpridos nesta terça-feira (23) em cinco estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Ceará. Além das buscas, Moraes determinou o bloqueio das contas bancárias dos empresários, o bloqueio das contas dos empresários nas redes sociais, a tomada de depoimentos e a quebra de sigilo bancário.

São alvos da operação, além de Hang, os empresários Afrânio Barreira Filho, Ivan Wrobel, José Isaac Peres, José Koury, Luiz André Tissot, Marco Aurélio Raymundo e Meyer Joseph Nigri. Recentemente, um grupo de advogados e entidades apresentou ao STF um pedido para que os empresários fossem investigados no inquérito que apura atuação de supostas milícias digitais.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More