segunda-feira, 15 de agosto de 2022

TRAGÉDIA: Incêndio em igreja no Egito deixa pelo menos 41 mortos, maioria crianças

Um incêndio provocado por uma falha elétrica em uma igreja lotada em um distrito da classe trabalhadora do Grande Cairo matou pelo menos 41 pessoas, incluindo pelo menos 15 crianças. Outras 45 estão feridas, disseram autoridades egípcias neste domingo (14).

O fogo começou por volta das 9h, horário local, devido a uma falha elétrica em uma unidade de ar condicionado no segundo andar da igreja, disse o Ministério do Interior. A pequena igreja está localizada no populoso bairro de Imbaba.

O Ministério da Saúde do Egito disse que 14 pessoas também foram levadas a hospitais para tratamento depois de ficarem feridas no incêndio, que consumiu a Igreja Ortodoxa Copta de Abou Seifain, no distrito operário de Imbaba, que fica na província de Gizé, no Cairo. o fogo irrompeu às 9 da manhã, horário do Cairo.

Chamas e fumaça bloquearam a entrada da igreja, causando uma multidão, disseram fontes de segurança à Reuters, acrescentando que a maioria dos mortos eram crianças. Algumas pessoas pularam de andares mais altos na tentativa de escapar, disseram testemunhas.

Pelo menos dois oficiais e três membros do serviço de proteção civil ficaram feridos em resposta ao incêndio, anunciou o Ministério do Interior do Egito em um post no Facebook.

A maioria das mortes e ferimentos foi causada pela fumaça dentro das salas de aula da igreja após a queda de energia, disse o Ministério do Interior.

Oficiais da Igreja também acreditam que o incêndio foi acidental, disse Ibrahim. Historicamente, a comunidade copta e as igrejas no Egito têm sido alvo de violência e ataques por motivos religiosos, com perseguição e discriminação em ascensão desde a derrubada do regime de Hosni Mubarak em 2011.

“Estamos em contato contínuo com as autoridades locais e o Ministério da Saúde”, disse o chefe da Igreja Copta, Papa Tawadros II, segundo o porta-voz da igreja.

(Gazeta Brasil)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More