terça-feira, 13 de setembro de 2022

Cachorrinha fugiu e voltou para casa com “irmão gêmeo”

A Cisquinha aproveitou que a faxineira abriu o portão para ventilar a sala e saiu correndo pelas ruas da vizinhança.
Os cachorros vivem esperando uma oportunidade para darem aquela escapada e poderem passear pela vizinhança. A Cisquinha é uma dessas. A cachorrinha fugiu de casa, deixando todos preocupados.

De acordo com a tutora da Cisquinha, a fisioterapeuta Glauciene Borret, de 36 anos, a cachorrinha fugiu de repente, e foi a faxineira que contou, quando ligou nervosa para Glauciene, dizendo que abriu o portão para arejar a sala.

O irmão da tutora saiu para procurar Cisquinha de carro pela cidade, mas não conseguiu encontrá-la. A cachorrinha fugiu, mas não para tão longe, já que a cidade é bem pequena. No fim das contas, ela voltou sozinha e com uma surpresa.

“Eu pensei: lazarenta. Tem água fresca, ração boa, uma caminha gostosa. Pedi ao meu irmão para caçar a ingrata. Eu perdi toda a concentração (estava dando aula de pilates), chorei pensando que nunca mais iria ver a Cisquinha”, disse Glauciane.

Durante o passeio, Cisquinha encontrou um amigo que mais parecia seu irmão gêmeo. Eles interagiram e ela resolveu levá-lo para conhecer sua família.

Quando o irmão de Glauciene voltava para casa, após as buscas frustradas pela cachorrinha que fugiu, ele se deparou com a Cisquinha em dose dupla na frente do portão.

Cisquinha é uma cachorra sem raça definida, de pelagem preta e castanha, que forma um padrão tigrado.

Depois de certificar de que estava tudo bem com a cachorrinha, o irmão de Glauciene fotografou a dupla e enviou imagens para a fisioterapeuta, com a legenda: “Qual deles?”. Havia uma diferença óbvia: o cachorro encontrado na rua é um macho.

Depois, a fisioterapeuta contou sobre o retorno: “Daqui a pouco, recebi estas fotos com a mensagem: “Qual é?” – gente, a Cisquinha tem um irmão que mora no vizinho e eu não sabia. Os gêmeos autorizam tudo”.

Então, tudo ficou claro: Cisquinha havia encontrado seu vizinho, um cachorro que é idêntico a ela e já era conhecido da rua. Ele mora nas proximidades e o tutor sempre o deixa passear por aí.

Depois da fuga da Cisquinha e do reencontro, o novo amigo passou a ser um frequentador habitual da casa da fisioterapeuta.

Ele sempre aparece no portão para brincar com a Cisquinha. Eles ficam juntos durante algumas horas, até o peludo decidir voltar para casa. Será que são mesmo irmãos? Só um teste de DNA poderá comprovar. Mas, o mais importante eles já têm: uma grande e fiel amizade.

Com informações de Cães Online

1 comentários:

Cachorro solto faz o que quer. Kkkk.
Tenho 4 cachorras. Todos dos dias tem dois horários de passeio, manhã manhã tarde. Pense na alegria quando abro o portão. Coisa boa é criar cachorro e gato. Kkkk

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More