ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

domingo, 30 de outubro de 2022

Moraes afirma que operações foram suspensas após reunião com diretor da PRF

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, confirmou que as operações e blitze da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que dificultavam o deslocamento de eleitores, sobretudo no Nordeste, serão suspensas.

A decisão foi anunciada após reunião do ministro com o diretor-geral da corporação, Silvinei Vasques, no início da tarde deste domingo (30/10). Na ocasião, Vasques se comprometeu a interromper qualquer operação e blitze que estejam sendo realizadas no dia do 2º turno das eleições. Moraes afirmou, ainda, que o diretor-geral falou que as operações ocorreram com base no Código de Trânsito.

A decisão foi anunciada após reunião do ministro com o diretor-geral da corporação, Silvinei Vasques, no início da tarde deste domingo (30/10). Na ocasião, Vasques se comprometeu a interromper qualquer operação e blitze que estejam sendo realizadas no dia do 2º turno das eleições. Moraes afirmou, ainda, que o diretor-geral falou que as operações ocorreram com base no Código de Trânsito.

Há relatos de operações nas cidades de Cuité (PB), Jacobina (BA), Ubaitaba (BA), Simões Filho (BA), Zé Doca (MA), Caxias (MA), Serra Talhada (PE), Salgueiro (PE), Garanhuns (PE), Apodi (RN), João Câmara (RN), Campo Redondo (RN), Campo Grande (RN), Paraú (RN) e Ceará-Mirim (RN). Eleitores de Sergipe e Pará também denunciam operações da PRF.

Nota da PRF

Em nota, a PRF reafirmou o compromisso em garantir a mobilidade e o combate ao crime nas rodovias. “Particularmente em período de eleições, a corporação é parceira do TSE e dos TREs visando auxiliar na garantia do direito ao voto”, declara.

A corporação informa que, nas operações das eleições, já realizou a escolta de 794 urnas e apreendeu R$ 4,5 milhões em 12 ocorrências. “As ações nestes últimos dias, em comparação com o mesmo período no primeiro turno, refletiram na redução de 43% de mortes e 72% de feridos em acidentes de trânsito.”

Créditos: Portal Metrópoles.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More