ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

quinta-feira, 27 de outubro de 2022

Polícia conclui que tiro em escola de Sobral foi acidental e que vítimas não praticaram bullying

A Polícia Civil concluiu que o adolescente que invadiu escola e atirou na cabeça de um estudante de 15 anos efetuou um único disparo e "não intencional". Segundo o laudo da investigação, o aluno levou a arma para sala de aula para se proteger de bullying, e o disparo ocorreu com a arma ainda dentro da mochila. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (27), durante coletiva à imprensa, em Fortaleza.

De acordo com as investigações, o adolescente apontado como responsável pelo ato apertou o gatilho quando a arma ainda estava dentro de sua mochila. Um único tiro atingiu os três outros adolescentes que sentavam na mesma fileira de cadeiras que o suspeito.

Além disso, após ouvir 27 pessoas e colher mais de 30 depoimentos, os policiais confirmaram que nenhuma das vítimas era a que praticava o constrangimento contra o suspeito. Meses antes da tragédia, o adolescente havia pesquisado na internet como manusear a arma de fogo utilizada no ato.

A polícia investiga agora como o estudante teve acesso à arma usada no disparo, que é registrada em nome de um CAC (colecionador, atirador desportivo e caçador).

O proprietário da arma está preso. Já o adolescente está apreendido e foi autuado nos atos infracionais análogos ao homicídio doloso e à tentativa de homicídio.

Com G1
Foto Kid Jr

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More