ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

quarta-feira, 16 de novembro de 2022

Isabel, do vôlei, morre dois dias após entrar em transição de Lula

Ícone do vôlei brasileiro, a jogadora Isabel Salgado, de 62 anos, morreu nesta quarta-feira (16) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Na última segunda (14), a ex-atleta tinha sido indicada para a área do esporte na equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e chegou a participar de uma reunião, mas foi internada na terça (15) após passar mal.

De acordo com o jornal Extra, Isabel foi acometida pela síndrome aguda respiratória do adulto (SARA), uma condição clínica rara. A morte da ex-jogadora foi confirmada pela produtora de cinema Paula Barreto, em mensagem no grupo Esporte Pela Democracia.

– Na segunda a noite foi dormir, passou mal. Deixou para ir para o hospital Sírio na terça de manhã. Quando acordou na terça já estava bem pior. Internou no Sírio já no CTI. Detectaram uma bactéria que já tinha tomado todo o pulmão. Foi entubada e teve uma parada cardíaca às 4h da manhã de hoje – escreveu Paula.

Isabel nasceu no Rio de Janeiro e fez história no vôlei ao ser a primeira jogadora brasileira a atuar na Europa, quando se transferiu para o Modena, da Itália, em 1980. Ela atuou nas Olimpíadas de Moscou, em 1980, e em Los Angeles, em 1984.

Após o fim da carreira nas quadras, ela se tornou um nome importante também no vôlei de praia, onde chegou a atuar ao lado de Jackie Silva, uma da suas principais amigas da época de quadra. Depois de encerrada a carreira de atleta, ela se tornou treinadora.

Isabel é mãe de Maria Clara Salgado, Pedro Solberg e Carol Solberg, todos atletas do vôlei de praia. Ela chegou a formar dupla e a treinar Carol e Maria Clara. Vinha, desde então, ajudando a cuidar da carreira dos filhos.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More