ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

quarta-feira, 2 de novembro de 2022

Mourão afirma que hora de protestar foi quando STF tornou Lula elegível

"Se a gente concordou, não há mais do que reclamar. A partir daí, não adianta chorar, nós perdemos o jogo", disse o vice-presidente e senador eleito.
O vice-presidente da República e senador eleito pelo Rio Grande do Sul, Hamilton Mourão (Rep), disse que o presidente Jair Bolsonaro “procurou a melhor forma de falar tudo o que queria falar sem incorrer em ofensa e ilegalidades”.

Segundo Mourão, a população concordou “em participar de um jogo em que o outro jogador não deveria estar jogando” e por isso não pode agora querer invalidar o jogo. “Se a gente concordou, não há mais do que reclamar. A partir daí, não adianta chorar, nós perdemos o jogo”, disse ao Globo.

O futuro senador explicou que Bolsonaro está “reagindo à maneira dele” aos resultados, assim como os manifestantes que protestam contra como foi conduzido o processo.

Para Mourão, entretanto, o momento de demonstrar essa insatisfação foi quando o STF tornou Lula elegível anulando as condenações pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro proferidas pela justiça federal de Curitiba, pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e pela 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), todas por unanimidade.

Sobre a transição, o atual vice-presidente disse que não haverá qualquer problema. “Ele (Geraldo Alckmin) é um cara educado, eu também sou”, disse.

“Institucionalmente eu sou vice-presidente, e hoje existe outro cidadão que é o vice-presidente da República eleito. É de boa educação eu me dirigir a ele e dizer que estamos em condição de recebê-lo, que a casa em que ele vai morar está em condições de ser vistoriada”, explicou.

(Diário do Poder)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More