terça-feira, 27 de dezembro de 2022

ESTÁDIO DO JUNCO: O ABANDONO DO EQUIPAMENTO QUE ACOLHEU GRANDES JOGOS E ÍDOLOS DO FUTEBOL

Enquanto outros estádios recebem reformas, se transformam em Arenas, o Estádio do Junco se transforma em entulho e cemitério de assentos quebrados.

Uma das principais praças esportivas do Estado do Ceará, palco de grandes jogos e decisões, onde ídolos do Guarany Sporting Club e de outros clubes atuaram neste gramado, possui áreas em estado de completo abandono.

O Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Juncão, que já recebeu grandes jogos e ídolos do futebol brasileiro, se encontra há quase 3 anos sem iluminação, assentos degradados que causam coceiras aos que ainda assim frequentam a principal praça esportiva da região norte e noroeste do estado.

Inaugurado em 1969 na gestão do prefeito Jerônimo Medeiros Prado, o Estádio do Junco teve a iluminação inaugurada poucos anos depois, desde então passando apenas por manutenções. Contudo, desde 2020 está impossibilitado de receber jogos noturnos , devido ao furto dos cabos de força que transmitiam energia até os refletores.
Em maio de 2021, o Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer de Sobral (Secjel), Eugênio Paceli, disse que havia um projeto para revitalização da iluminação que seria substituída por led, além de outras reformas pontuais.

Já em 2022, Eugênio voltou a se comprometer com reformas, revitalizações e substituição da mesma iluminação prometida no ano anterior, mas desta vez firmando expectativa de prazo para entrega da iluminação e também da substituição dos assentos do Estádio do Junco.

O prazo estipulado pelo próprio Secretário foi que na metade do Campeonato Cearense Série B, a iluminação em LED estaria pronta para receber jogos na fase final a noite. A competição começou em 07 de Maio e acabou em 8 de agosto de 2022. Para o Guarany terminou um pouco mais cedo, em 29 de junho, no entanto, nenhuma movimentação acerca do previsto, aconteceu.

A Copa Fares Lopes aconteceu entre 28 de setembro e 12 de novembro, sempre com jogos às 15h, no calor escaldante, no sol de rachar a moleira, com assentos inapropriados, causando coceiras nos torcedores, incluindo famílias inteiras com suas crianças, tudo isso pela falta de iluminação e cuidados com o equipamentos esportivo e com o povo que frequenta o Estádio do Junco.

Até quando o Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Juncão, palco de decisões como a do Campeonato Cearense de 2000, final do Brasileiro de 2010, quando o Guarany se tornou o Primeiro Clube Cearense a conquistar um título nacional, vai ficar na condição de abandono que se encontra?

O principal equipamento esportivo da Região Norte e Noroeste do Estado do Ceará, que recebeu em seu gramado ídolos como Teco-Teco e Tangerina; Vatuir, Ricardo Baiano, Danilo PitBull e todo o elenco campeão de 2010 (Guarany); Sávio e Nélio (Flamengo); Goleiro Marcos (Palmeiras), Penta Campeão Mundial pela Seleção Brasileira; Clodoaldo (Fortaleza/Guarany); Sergio Alves (Ceará/Guarany), entre tantos outros que pisaram no campo verde do lendário Estádio do Junco. Até quando assistiremos calados e inertes ao abandono e a degradação do nosso templo?

Até quando a competência, o respeito pela história e pelo povo que ama o futebol e o esporte, estarão ausentes em Sobral? Até quando teremos que frequentar um equipamento sem a menor estrutura para receber torcedores e também profissionais de imprensa?

Vale ressaltar que as cabines de imprensa são ultrapassadas e totalmente inadequadas, abandonadas, degradadas assim como o restante do Estádio, exceto o gramado que ainda recebe algum tratamento.

Fonte: A Voz do Cacique

1 comentários:

DEVERIAM TIRAR ESSE EQUIPAMENTO DESSE LUGAR, TRANSFORMAR ESSA ÁREA EM UM PARQUE (PRAÇA) E CONSTRUIR O ESTÁDIO DE FUTEBOL EM OUTRO LOCAL, UMA ARENA MULTIÚSO, QUE ABRIGARIA O CALENDÁRIO FESTIVO DA CIDADE.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More