terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Humorista brasileiro é preso por andar embriagado no Catar e chora de desespero; VEJA VÍDEO

Depois de passar a primeira fase da Copa do Mundo sem causar grandes sustos, a torcida brasileira começa a passar seus primeiros perrengues no Catar. E, como sempre, piadas e humoristas são os primeiros a se envolver em polêmica. Neste caso, o humorista Fábio Rabin (ex-Panico e Globo), e que gravou vídeos chorando, ao afirmar que foi preso no Catar e teve medor de ser morto.

O humorista abriu algumas lives em seu Instagram, mostrando, em um primeiro momento, estar em uma sala com alguns policiais, até que um deles toma seu celular quando percebe que estão sendo gravados.

Em outra live, ele apareceu chorando muito, contando um pouco do ocorrido sem muitos detalhes, ainda abalado. “Estou feliz que não estou morto. Me trancaram numa sala com esses caras, liguei uma live lá e acho que se não tivesse ligado, eu estava morto. Tem um cara que está lá e eu quase morri, porque tentei ajudar o cara também. Me liberaram e eu falei que ele estava comigo, quase perdi minha vida para tentar ajudar o cara. Desculpa o desespero”, disse em um trecho, gravado por seus seguidores e compartilhado nas redes sociais.

No vídeo, ele aparece com um amigo, que questiona se foram dados motivos para ele ter sido preso. “Nenhum. Os caras falaram: ‘E aí, tá sóbrio?’. Fo**-se, a gente está aqui no meio do rolê… Me colocaram dentro de uma sala e falaram: ‘Vai, sorri’. Eu sou judeu, sabe? Eu fiquei sorrindo. Fiquei com muito medo de perder a vida. Se eu não tivesse ligado a live, se não fossem vocês ao vivo vendo essa transmissão…”, continuou.

Fabio falou com o site UOL sobre o ocorrido, admitindo ter bebido com os amigos, mas garantindo não ser “nada que justificasse ser preso por isso”, e que havia outras pessoas bêbadas no mesmo local, mas que apenas ele acabou sendo detido.

Amigos contaram à reportagem que Fabio estava embriagado a ponto de mal conseguir andar. Segundo a lei do Catar, a embriaguez pública pode resultar em prisão de até seis meses.

O UOL afirmou ainda que Fabio pretende denunciar o caso e entrará em contato com a embaixada brasileira e que o homem que ele menciona que estaria junto com ele, teria sido detido por vender ingressos na região do estádio.

VEJA O VIDEO:

UOL

2 comentários:

ESSE. ZÉ. ROELA. PENSA. QUE. A. PORRRRRRRRRRA. DO. BRASIL. Kkkkkkkk

E ele pensou que lá é igual aqui na bosta do Brasil? Se tivesse estudado mais, saber mais de outras culturas e valores não tinha passado por isso, bem feito

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More