terça-feira, 20 de dezembro de 2022

TRAGÉDIA: PM mata esposa grávida, atira em colegas de batalhão e se mata

Nesta terça-feira (20), um policial militar matou a esposa grávida de três meses, invadiu o batalhão da PM onde servia, atirou em colegas e tirou a própria vida. A tragédia se deu no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco.

O policial identificado como Guilherme atingiu a esposa com sete tiros. Depois, ele se dirigiu ao 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM), onde disparou contra pelo menos quatro colegas, dos quais um morreu e três ficaram feridos.

O agente morto era um tenente, identificado como Souza. Ele havia acabado de ser promovido nesta segunda (19). As demais vítimas foram a major Aline, o sargento Uchoa e o cabo Rebelo, encaminhados para o Hospital Português, na área central do Recife.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos feridos. O que se sabe é que a major Aline precisou de doação de sangue.

A esposa de Guilherme chegou a ser socorrida e levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cabo de Santo Agostinho, mas não resistiu aos ferimentos.

Nota da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco:
As forças de segurança estão atuando de forma integrada, neste momento, para dar o suporte necessário aos feridos, colegas e familiares, além de investigar e coletar elementos que ajudem a elucidar as circunstâncias e a motivação dessa tragédia envolvendo policiais do 19º batalhão e a esposa de um policial. No contexto atual, não é possível repassar outras informações e é prematuro fazer conjecturas.

Neste momento de dor e comoção, solicitamos compreensão e respeito às vítimas, familiares, colegas de profissão e demais envolvidos. Oportunamente, faremos novos esclarecimentos. As polícias Militar, Civil, Científica e o Corpo de Bombeiros, além de outros órgãos, estão dedicados ao trabalho.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More