sexta-feira, 6 de janeiro de 2023

Alexandre de Moraes determina prisão preventiva de manifestantes contrários a Lula

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou que as prisões de manifestantes contrários à eleição de Lula, acusados de envolvimento nos atos que aconteceram no dia 12 de dezembro, sejam convertidas em preventivas.

Em dezembro, vândalos tentaram invadir a sede da Polícia Federal, logo após a prisão do Cacique Sererê, que liderou um grupo de indígenas em manifestações contrárias a Lula (PT). Apesar da mídia afirmar que são bolsonaristas, muitos contestam essa informação, já que em dois meses de manifestações frequentes, e em 4 anos de governo Bolsonaro, todas as manifestações foram pacíficas.

Com a prisão convertida em preventiva, o cárcere não tem prazo para acabar.

Segundo o site Metrópoles, a Polícia Federal localizou apenas quatro investigados, são eles: Átila Melo, Klio Hirano, Joel Pires Santana e Samuel Barbosa Cavalcante. São considerados foragidos Alan Diego dos Santos, Helielton dos Santos, Ricardo Aoyama, Silvana Luizinha da Silva, Walace Batista da Silva, Wellington Macedo e Wenia Morais Silva.

Via Hora Brasília

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More