SIGA-NOS NO INSTAGRAM

sexta-feira, 6 de janeiro de 2023

“Bolsa picanha” causa alvoroço e prefeitura precisa desmentir

Diversas pessoas foram ao local divulgado a fim de resgatar sua carne gratuita.
Uma fake news provocou aumento expressivo no número de atendimentos em Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Oeiras, cidade a 281 quilômetros ao sul de Teresina, no Piauí. A falsa notícia dizia que haveria distribuição gratuita de picanha no Cras do município. A informação da “bolsa-picanha” foi disseminada nesta última quarta-feira (4), nas redes sociais.

Os autores da falácia divulgaram a foto de um cartão com os dizeres: “2023 – Picanha para todos”, além de publicarem a foto de um pacote da carne nobre com um adesivo contendo a logo do Governo Federal e a inscrição “distribuição gratuita”. Um internauta, a fim de disseminar a “brincadeira”, compartilhou a imagem da picanha e escreveu: “A minha eu já peguei”.
As publicações orientavam que a distribuição era destinada às pessoas em situação de vulnerabilidade social e que já recebiam algum benefício do governo. Com isso, diversas pessoas se dirigiram para o Cras a fim de resgatar seu pacote de carne.

Durante o período de campanha, Lula, disse que no seu governo as pessoas voltariam a consumir picanha e “beber sua cervejinha”. Este foi o gatilho para a fake news.

PREFEITURA DIVULGA NOTA DESMENTINDO

A Prefeitura de Oeiras, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), esclarece que não é verdadeira a informação que circula nas redes sociais sobre a distribuição de carnes nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Em nenhum momento, a ação foi programada ou promovida pela Semas.

A Assistência Social do município de Oeiras segue se empenhando no desenvolvimento das políticas públicas de proteção social e fortalecimento da convivência com a família e com a comunidade.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More