SIGA-NOS NO INSTAGRAM

quarta-feira, 4 de outubro de 2023

Universitária é condenada a um ano de prisão em Dubai após "tocar braço" de agente de segurança em aeroporto

As férias de verão de Elizabeth Polanco De Los Santos em Istambul (Turquia) acabaram atrás das grades.
A universitária de Nova York (EUA), de 21 anos, foi condenada a um ano de prisão por "tocar um dos braços" de uma agente de segurança em aeroporto de Dubai (Emirados Árabes Unidos), onde fazia conexão na volta para casa, em 14 de julho, segundo a sua versão.

A americana já estava detida em Dubai havia três meses quando a decisão da Justiça foi proferida.

"Elizabeth pretendia transitar por Dubai apenas por seis horas, mas está lá há meses e perdeu US$ 50 mil (cerca de R$ 250 mil) em despesas e custos com advogados", disse Radha Stirling, fundadora da entidade Detention in Dubai, de acordo com o "NY Post". "Além de ser humilhada e traumatizada pelos funcionários do aeroporto, Elizabeth sofreu meses sendo forçada a permanecer em um país caro, pagar advogados caros e perder seus estudos universitários", completou ela, que estuda no Lehman College, no Bronx, Nova York.

Inicialmente, Elizabeth e a amiga que a acompanhava na viagem deveria regressar aos EUA via Paris (França). Mas as duas mudaram o voo para fazer a conexão em Dubai a fim de que pudessem ver a famosa cidade durante uma escala de dez horas.

"Pensamos que seria uma cidade mais moderna e futurista, mas estávamos completamente errados", desabafou a americana.

Ao passar pela segurança, a equipe do aeroporto de Dubai solicitou que Elizabeth removesse uma conta de compressão de cintura que ela usava após ter sido submetido a uma cirurgia.

Numa cabine, a americana teve o compressor removido por funcionárias do aeroporto. Porém, de acordo com a mãe de Elizabeth, as mulheres foram rudes na abordagem e machucaram as feridas, que ainda estavam cicatrizando. Elas também riram dela e, quando a americana pediu ajuda para vestir a peça complicada, elas se recusaram.

Foi quando Elizabeth, segundo o seu relato, foi pedir ajuda à amiga. Ao passar por uma agente de segurança que bloqueava o seu caminho, ela tocou um dos seus braços.

"Toquei gentilmente o seu braço para tirá-la do caminho e comecei a chorar desesperadamente pedindo ajuda à minha amiga", disse.

O gesto enfureceu a agente. Então, a americana ficou detida num quarto durante horas. A agente em quem ela tocara apresentou uma queixa contra a americana.

Ao regressar para pegar o seu voo a Nova York, Elizabeth foi informada da proibição de viajar e forçada a permanecer no país até que as acusações contra ela fossem ouvidas em tribunal. Ela foi condenada por agressão e insulto contra agente de segurança.

O caso está sendo acompanhado pelo Departamento de Estado dos EUA. O governo de Dubai não se manifestou.

Extra/Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More