ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

sexta-feira, 15 de março de 2019

FUNCIONÁRIA DIZ TER SIDO POUPADA POR ATIRADOR: ERA UMA RELAÇÃO DE CARINHO

A mulher que trabalha na sala da leitura da Escola Raul Brasil, afirmou que Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, tinha problemas psicológicos.

A funcionária que trabalhava na escola na época que Guilherme ainda era aluno, não quis se identificar, mas afirma que chegou a cruzar com ele na hora em que ele realizava o ataque, mas que foi poupada, pois eles tinham uma relação de carinho.

Ela diz que sabia que ele tinha vários problemas psicológicos, mas não entrou em detalhes, apenas afirma que não foi assassinada pois ele tinha um carinho especial por ela.

Vizinhos do assassino também contam que a mãe dele era usuária de drogas, e que ele vivia com o avô.

Uma das alunas, que se escondeu na cantina durante os tiros, os atiradores teriam disparado para se vingar de práticas de bullying contra ele. Nesta quinta-feira (15), quatro alunos e as duas funcionárias foram velados com homenagens, em um clima de muita tristeza e emoção Arena Suzano, ginásio localizado próximo a escola.

Guilherme Taucci Monteiro, 17, e Luiz Henrique de Castro, 25 os assassinos, foram enterrados sem velório em cerimônia rápida, com poucas pessoas das respectivas famílias. (Maetips)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More