ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Ceará terá mais 800 vagas de estágio até o fim do primeiro semestre

Após um primeiro trimestre estável na comparação com igual período do ano passado, segmento espera recuperação nos próximos meses, com crescimento de até 12% no número de vagas de estágio no Estado.

O mercado de estágios no Ceará vai estar mais aquecido até junho deste ano. De acordo com Cláudio Moreira, supervisor da unidade do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) de Fortaleza, a previsão é abrir até o primeiro semestre entre 700 e 800 novas vagas. "Em estágio, eu quero crescer em torno de 10% a 12% na comparação com o primeiro semestre do ano passado. Eu estou falando em pelo menos mais 700 vagas".

Segundo resultados do primeiro trimestre de 2019, foram abertas 2.366 vagas no Ceará, contra 2.384 em igual período do ano passado. Para aprendizes, foram geradas 907 oportunidades. Dessas, 838 foram preenchidas, restando para os três primeiros meses do ano 69 vagas.

"Pode ser que algumas vagas tenham sido canceladas e outras estão sendo tratadas para serem ocupadas. Em relação às vagas de estágio, estão sendo trabalhadas atualmente, em Fortaleza e Região Metropolitana (RMF), 266 vagas. Essas oportunidades trabalhadas são algumas que ainda faltam documentos ou o contrato não foi concretizado. Hoje, temos exatas 5,6 mil vagas ocupadas de estágio na RMF".

De acordo com o supervisor, a pequena redução nas duas categorias é explicada por causa da diferença na dinâmica de contratação entre aprendiz e estágio. "Não há uma concentração maior nos três primeiros meses de aprendizes como o estágio tem. A gente espera um primeiro semestre melhor como resultado na comparação com o ano anterior em relação ao aprendiz. A gente está melhorando nossa central de atendimento e treinando a equipe de consultores internos para melhor prospectar clientes para que isso seja revertido em mais vagas no mercado. Isso tende a ocorrer tanto para aprendiz quanto para estágio melhor na virada do semestre".

Cursos e salários

Moreira esclarece que a lista de cursos com mais estágios no Ceará segue a tendência nacional. De acordo com o CIEE, Administração, Pedagogia, Direito, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, Psicologia, Enfermagem e Ciências Econômicas são os cursos com mais estágios no Estado.

"Essa característica se estende a todos os estados do Brasil. Prioritariamente, sim, é Administração, Pedagogia muito no começo do ano, porque as escolas particulares contratam estagiários para dar suporte aos professores titulares em sala de aula. Tem Direito, Educação Física, mas segue essa mesma métrica.

Segundo informações do Centro de Integração, a média de bolsa-auxílio do curso de Engenharia de Produção no primeiro trimestre deste ano foi a mais alta na Capital, de R$852,63.

Em seguida aparecem, as vagas em Ciências Econômicas (R$845,90), na área de Direito (R$663,13), de Administração (R$654,70), de Ciências Contábeis (R$632,05), de Publicidade e Propaganda (R$629,01), de Psicologia (R$627,75), de Engenharia Civil (R$593,88), de Enfermagem (R$531,56) e de Pedagogia (R$451,18).

Orientações

A expectativa de mais vagas de estágio no Ceará abre diversas oportunidades. Segundo Moreira, o candidato precisa, além de uma formação convencional, se capacitar com cursos paralelos. "O ensino tradicional não é bastante para o mercado ver esse profissional com diferencial competitivo. Não é o bastante, é necessário, tem que ter outras formações, se for necessário, ter experiências como voluntário, para que o recrutador entenda que ele tenha uma preocupação socioambiental. Isso tudo é levado em consideração", explica.

Para ele, é preciso ainda que o profissional seja antes de tudo ético e sincero. "Não mentir no currículo, não dizer que tem uma língua estrangeira sem ter. Seja sincero e correto no que você vai dizer. Se você ainda não tiver a capacitação para aquela vaga, busque cursos. Eu também falo de questões comportamentais como comprometimento, curiosidade, proatividade", completa o supervisor.

(Diário do Nordeste)

1 comentários:

Discordo.
E aliás maioria tem currículo bom e não sao emoregempr.
Perdendo por estagiários e aprendizes.
A matéria era para ser assim
Aumento para empregados aprendizes cresce.
Infelizmente é a realidade.
Tirando pessoas mais velhas para do trabalho.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More