ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

domingo, 25 de agosto de 2019

Falsos laudos de retardo mental são emitidos para maquiar o índice do Ideb em Sobral; vídeo

MPF E POLÍCIA FEDERAL estão investigando a emissão de laudos médicos atestando retardo mental em estudantes para maquiar resultados do IDEB em Sobral e Coreaú.
Segundo as acusações, os documentos também são usados para solicitar benefícios do INSS. 

Dois médicos cearenses estão sendo investigados, suspeitos de emitirem centenas de laudos, atestando falsas informações cognitivas de crianças do ensino fundamental de Sobral e Coreaú, no sertão do Ceará. 
Segundo o relato das mães, as próprias diretoras organizam todo o esquema. Elas selecionam os alunos de baixo desempenho escolar, levam as crianças para a consulta e pagam até 300 reais por cada laudo. 

As mães contam que além de terem os filhos saudáveis, atestados como sendo portadores de retardo mental, as crianças também foram encaminhadas pela direção da escola para tentarem benefícios do INSS usando os documentos, mas foram reprovados na perícia médica. 

Desconfiadas das informações descritas nos laudos, as mães procuraram outros profissionais e eles atestaram que as crianças não sofrem de retardo mental, além de identificarem que elas possuem grande potencial de aprendizado, culpando a escola de não aplicar métodos lúdicos e motivadores para o melhor aprendizado. 

Com medo de perder o emprego e sem querer ser identificada, uma professora afirmou que realmente tem crianças com laudos de retardo mental que não tem nada. “Meu Deus, mas tem uns meninos mesmo que a gente vê que não tem nada. Dá vontade é de procurar outro emprego em outro lugar, mas infelizmente dependo do meu emprego”, revelou.

Ouvido por nossa equipe, o médico pediatra Francisco Manuel Guedes confirmou que os documentos são usados para tentarem benefícios no INSS e para influenciar nas avaliações das crianças de baixo desempenho escolar.

O Pediatra confirmou também que a Secretaria Municipal de Educação encaminha grupos de alunos do ensino fundamental de várias escolas, para que sejam emitidos os laudos, atestando retardo mental, autismo e outros diagnósticos. Segundo ele, cada laudo custa 300 reais, contudo, não soube informar quantos foram emitidos em 2018, para a prefeitura de Sobral. 

Ainda segundo o médico, a Secretaria Municipal de Educação solicita laudos que confirmem que as crianças não têm condições de enfrentar as avaliações. Guedes disse que o aluno com o laudo pode fazer a prova, mas que o peso na contagem de pontos não pode ser o mesmo aplicado na correção das provas de uma criança sem o laudo. “O aluno pode ir para a prova, porém o peso dele na contagem não pode ser o mesmo de uma criança de desenvolvimento normal”, finalizou Guedes.

De 2013 a 2015 só em Coreaú (CE), 300 laudos foram emitidos atestando problemas cognitivos nas crianças do ensino fundamental, todos assinados ou pelo Dr. Bruno Gomes, ou pelo Pediatra Manuel Guedes. O Dr. Bruno, segundo relatos das mães, atende as crianças do 2º e do 5º ano, dentro das escolas sem o acompanhamento dos familiares. 

A dona de casa Maria Vieira conta que nunca nem levou o filho para ser atendido pelo Doutor Bruno, e ficou assustada quando soube do laudo diagnosticando o seu filho com retardo mental.

Em Sobral, também há relatos de que o médico Bruno Gomes atende numa sala de aula da escola Maria do Carmo Andrade, sem a presença de familiares. 

Em novembro de 2018, em um só dia, mais de 10 alunos acompanhados pela diretora Fátima Farias, foram atendidos no CAPS AD, pelo Dr. Manuel Guedes. Segundo as investigações, naquela manhã, ele emitiu documentos da Santa Casa de Sobral com datas retroativas de 14 agosto e 14 de setembro, para atender a demanda da Secretaria Municipal de Educação. As mães confirmam que os documentos seriam usados para excluir os filhos da contabilidade da avaliação externa, manipulando o desempenho do município no ranking nacional.

Procuramos falar com o médico Bruno Gomes da Silva Vasconcelos, mas além de não responder nossas perguntas, ainda bloqueou o nosso contato no WhatsApp. O mesmo fez a diretora Fátima Farias, citada por várias mães como uma das diretoras que organizam todo o esquema criminoso. A Secretaria de Educação não respondeu o nosso e-mail.

Fonte: Agora Paraná 
Osvaldo Eustáquio

16 comentários:

É isso que a esquerda propaga. Querem a todo custo nos taxar como retardados mentais. Eis que já se foi o tempo. Que todos os envolvidos sintam o peso da lei.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Chora W. Macêdo
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Isso aí é tudo mentira! Todos os alunos que foram ao médico enviados pela diretora Fátima todos eles foram acompanhados com seus familiares e todos sabendo o que ia fazer no Caps! Eu fui com meu filho sabendo do que ia fazer lá, ela me chamou e me segurou se eu topava ir! Essa diretora é uma ótima pessoa, se querem acabar com o prefeito podiam falar era dele e não de uma pessoa que busca todos os dias fazer o melhor pros nossos filhos

Outra coisa essa mulher aí do vídeo é uma mentirosa pq ela tava lá com o filho dela, sabia o que tinha ido fazer lá, e chegou lá até toda do lado da diretora e esse outro filho dela aí num era a Fátima não que era a diretora dele não, era a Aurilene!

É muita palhaçada, ta explicado a escola nota 10 de Sobral. Taí seus baba ovos, agora apareçam defendendo a prefeitura. #NOJO

LAVA JATO CHEGA LOGO EM SOBRAL POR FAVOR!!!!!!

Dr Manoel Guedes excelente médico! E ele sabe mais do que ninguém que num pode emitir laudo falso! Isso aí prejudicA a ele mesmo! Vocês acham mesmo que ele ia fazer isso com o nome dele! Jamais! Isso aí as mães estão é revoltada pq não conseguiram aposentar os meninos! Se for só algo leve num consegue mesmo vai, principalmente agora

Esta pratica acontece em todos os municípios da região norte: Meruoca, Alcântaras, Massapê, Coreaú, Moraújo, Sobral e muitos outros, basta analisar que todos os alunos que possuem laudo nestes município foram dados pelo Dr. Manoel Guedes em uma única data de cada ano, pois ele faz uma única consulta e dar o laudo.

Realmente ele confirmou a demanda de laudos da secretaria, mas ele não inventou nada, meu filho se consultou com ele, procurei um neuro, e deu diagnóstico de autismo leve, comprovado, ele não ia se prejudicar com mentiras.

O Dr Emanuel Guedes ele não ia se prejudicar com isso ele é um écelente médico ele atendida minha filha deste aus9ano ela tem epilepsia

O Dr Emanuel Guedes sauvou a vida da minha filha se não fosse por ele eu achou que ele já tinha morrido ela tinha ataque diariamente nem come só ela conseguia aí ele passou um remédio que fez minha filha melhora tem que toma na hora certa avista do que era antes melhorou puriso é um médico muito bom

Triste realidade da educação de sobral, péssimo exemplo para educadores, alunos e gestores públicos. E o Ciro dizia que aqui era a Finlândia do Brasil, está passando da hora de selecionar melhor os políticos.

O Dr Emanuel Guedes ele não ia se prejudicar com isso ele é um écelente médico ele atendida minha filha deste aus9 agora ela já tem 14 anos e continuar sendo atendida por ele

Dr Emanuel e um écelente médico deste aus9ano que minha filha se consultar com ele minha filha tem epilepsia ele minha filha dava crises direto ele receitou um medicamento muito bom minha filha não conseguia nem toma banho ele sauvou a vida dela e um ótimo médico avista do que ela agora tá bem melhor graça Dr Emanuel Guedes

Essa matéria tá bem fundamentada viu! Parabéns ao jornalista

tudo isso é verdade,contudo o poder quer tampar o sol com peneira furada, Ao invés de de afastar tais profissionais que estão na gestão e punir os responsáveis. Infelizmente, nesse sistema achincalhados, só quem é punido e professor por vezes são inocentes, mesmo assim, só quem tem palavra, mesmo sendo mentirosa e é o diretor(a)....LAMENTÁVEL

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More