ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Comando-Geral da PM determina sindicância contra soldado que aparece em vídeos dançando seminua, exibindo armas e cantando músicas de apologia ao crime

O Comando-Geral da Polícia Militar do Ceará publicou nesta segunda-feira (2) em seu Boletim (BCG) a instauração de uma sindicância disciplinar e a transferência de uma policial cujas imagens circularam nas redes sociais em situações que comprometem a imagem e reputação da instituição. A soldado PM Andreza Vitória Rakoff Escossio teve imagens sensuais replicadas em diversos grupos do aplicativo WhatsApp. Em um deles, aparece dançando semi-despida. Em outra, está em um carro exibindo armas e cantando músicas de apologia ao crime.

Um terceiro vídeo mostra novamente a militar em um ambiente que parece ser uma boate, onde está na companhia de jovens ingerindo bebidas alcoólicas e novamente “sensualizando”. Ao tomar conhecimento do fato, que teve ampla repercussão entre os colegas de fardas e repercutiu em programas policiais na tevê, o Comando da Corporação tratou de tormar providenciais legais.

Transferida

Em nota no BCG, foi nomeado o major PM Paulo André Pinho Saraiva para instaurar a sindicância que vai apurar os fatos, “dada a grande repercussão no seio da Corporação, envolvendo supostos militares, apontando, em tese, conduta inadequada e esperada de policiais militares”. Ainda de acordo com a publicação, o sindicante tem prazo de 72 horas para receber a documentação (material publicado) e iniciar o trabalho apuratório, com prazo de 30 dias para sua conclusão.

Em outra parte do Boletim Geral do Comando (BCG) de 2 de setembro, o Comando-Geral publica a primeira medida punitiva contra a soldado. Ela foi transferida da 3ª Companhia do 1º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) para o 18º BPM.

(Blog do Jornalista Fernando Ribeiro)

3 comentários:

Triste, o álcool faz a pessoa fugir da " normalidade",todos temos o direito de divertir , consumir o que é lícito. Ela errou somente em tá portando arma e exibindo a mesma com esses malas aí. Policial na folga tem os mesmos direitos de um cidadão, independente de profissão são cidadãos.

So acredito vendo, kd o video ?

Anônimo 8:47,parece que o problema é mais grave,segundo a reportagem ela estava tbm "Cantando músicas de apologia ao crime" algo inadmissível para um agente de segurança pública

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More