ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Profissionais de segurança são capacitados para investigação de casos de feminicídio no Ceará

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE) iniciou, nesta segunda-feira (07), as atividades do Curso de Capacitação para Investigar, com a Perspectiva de Gênero, as Mortes Violentas de Mulheres.

O treinamento, que tem 20 horas/aula, será ministrado pela diretora do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis da Polícia Civil do Ceará, delegada Rena Gomes Moura, e tem o intuito de capacitar as forças de segurança pública para intervenção nas mortes violentas de mulheres investigadas com novas lentes de gênero, baseados na implementação das Diretrizes Nacionais de Feminicídio.

“O curso é muito importante porque vai mostrar o fenômeno feminicídio, não só no Ceará, mas como no Brasil. O objetivo principal é orientar, as pessoas que estão na linha de frente, a trabalhar e ter uma nova visão de gênero para esse crime. Conhecendo, nós com certeza podemos intervir de uma forma mais eficaz para o combate e diminuição desse tipo de crime que é muito sério e que vitimiza nossas mulheres não só no Estado, mas em todo Brasil”, explicou Rena.

Para Danielle Mendonça, que é titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, e também será aluna do curso, quanto mais clara for a percepção quanto ao tipo de crime, mais rápida será a investigação, o processo e o julgamento do caso. “Nós enxergamos a relevância do Curso sobre feminicídio porque nós precisamos investigar mortes violentas de mulheres sobre essa perspectiva. A gente sabe que muitas vezes a mulher é vítima do crime de morte praticado no âmbito familiar ou então por razão de ser mulher. É essencial que no decorrer do inquérito policial a gente investigue sobre essa perspectiva para que a gente possa punir e já erradicar a violência contra a mulher”, destacou a discente.

Esta é a primeira turma do curso e capacitará profissionais de todas as vinculadas da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Outras três turma serão realizadas ainda neste mês de outubro nos municípios de Crato, Juazeiro do Norte e Sobral.
 
Fonte: Polícia Civil

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More