ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Asma: sintomas, tratamento e prevenção

A asma pode tornar-se uma doença traiçoeira, como se viu neste ano com dois casos fatais emblemáticos. Primeiro com a atriz e autora Fernanda Young, no Brasil, e agora com a atriz americana Laurel Griggs, de apenas 13 anos, dia 5 em Nova Iorque.

Definitivamente o pânico não deve se espalhar por conta desses acontecimentos, por outro lado não se pode simplesmente fechar os olhos e fingir que o problema não existe. Existe sim e merece atenção de todos. A partir do momento em que a asma dificulta a passagem de ar para os pulmões ela torna-se trágica. A dificuldade maior, saliente-se, é o ato de expirar, colocar o ar para fora. A passagem do ar deve estar livre, ou ser restabelecida nos casos de crises. Isso é feito, geralmente, por meio de medicamentos e soluções médicas. Respeitado o foro de cada um, a melhor solução sempre quando se trata de questões respiratórias é a assistência de um profissional da saúde, pois o médico constitui-se autoridade para fazer a melhor indicação de procedimento, seja ele mecânico, seja a base de aparelhos e equipamentos.

Mesmo com todos os avanços da medicina, a asma ainda não tem cura, o que não interfere na eficiência e eficácia dos tratamentos de controle da doença.

Um dado curioso sobre a asma, ela se manifesta mais onde há uma predominância do ácaro, ou seja, em localidades (países) onde a difusão do ácaro é menor, também é menor a ocorrência de casos de asma. O ácaro, seus excrementos, enfim sua presença, é um desencadeador dos casos de asma, assim como o são gripes (vírus), resfriados, fumaças (sejam do cigarro, sejam de outras origens. Também compõem esse grupo as bactérias, poeira, talcos (elemento químico) e demais “sujeiras” dispersas pelo ar. Deduz-se, daí o comprometimento e nocividade promovida pela poluição de um modo geral.

A crise de asma

Entender como se dá o processo do ponto de vista físico quando da eclosão da asma é tarefa relativamente simples. Os músculos das vias respiratórias, brônquios e bronquíolos se contraem geralmente por uma afecção, o que dificulta a passagem do ar. Para o asmático, o processo de expirar, colocar o ar para fora é ainda mais complicado diante desta situação. Nesse ínterim produz dificuldade de respiração, a chamada falta de ar. É preciso ter ciência que aí também estão o muco e as glândulas produtoras (de muco). Uma das reações comuns em casos que envolvem o aparelho respiratório é a tosse, uma tentativa do organismo de debelar o “mau”.

Procedimentos indicados para quem tem asma

- Evitar a exposição a alérgenos. Roupas de cama, cortinas, tapetes e mesmo roupas no armário podem estar com mofo;

- Promover a manutenção do ar-condicionado, por exemplo, assim como de outros equipamentos, como o desumidificador de ar;

- Manter sempre a hidratação correta. Quando da visita ao médico solicitar sempre a verificação dos pulmões. Essa medida deve ser potencializada nos casos de crianças, adolescentes e idosos.

- Consultar rotineiramente o médico para um check-up de asma antes da temporada de gripes e resfriados, principalmente;

- Seguir rigorosamente as normas de tratamento da asma juntamente com o médico e atualizar com frequência o plano pessoal de ação para os casos de emergência;

- Caso o ar frio, por exemplo, seja um gatilho para a asma, é importante manter-se quente, seco e inteirar-se das previsões e condições do tempo antes de sair de casa;

- Sempre que possível, evitar o contato com pessoas doentes e lavar as mãos regularmente;

- Vacinar-se contra a gripe e os pneumococos também é essencial e medida protetiva;

- Nunca abandonar e nem interromper tratamento médico. Mesmo que queira interromper, consultar sempre o profissional da saúde;

- O pelo dos animais também pode ser um desencadeador das crises de asma;

- Cheiro de perfumes e produtos químicos também estão na lista de elementos desencadeadores;

- Ansiedade – estudos recentes comprovam que não só a ansiedade, como outras questões emocionais também são responsáveis por causar crises de asma.

Diagnóstico

Não é tão simples diagnosticar a asma, por isso, a indicação mais correta é a consulta a um médico, de preferência otorrinolaringologista ou alergista. Sendo uma doença do aparelho respiratória pode ser confundida com outras, até mesmo com resfriados comuns. Rinites, alérgicas ou não, gripes e até mesmo bronquites também se colocam nesta confusa lista. Nos casos de maior dificuldade, inclusive, exames são necessários para um diagnóstico mais preciso.

Sintomas comuns da asma:

- Falta de ar

- Tosse

- Chiado no peito

- Desconforto no peito. (quando ocorre nos casos de idosos, avilta-se, inclusive, a possibilidade de algum problema cardíaco)


Prevenção da asma

Além de todas as dicas acima, o desumidificador Desidrat é imprescindível numa casa onde mora alguém tem asma. Controlando a umidade, mantendo-a entre 50% e 60%, conforme, inclusive, é recomendado pela Organização Mundial da Saúde, ele impede a proliferação de microrganismos, como fungos, responsáveis pela disseminação, dentre outros do bolor e do mofo. Combate ainda o ácaro, tão prejudicial nos casos de asma. Afora isso, devido ao seu funcionamento e ação de seus filtros, elimina impurezas, devolvendo ao ambiente um ar puro e saudável. Além de preservar bens materiais (móveis, fotos, livros e até mesmo instalações físicas, como piso, portas e teto) promove saúde, bem-estar e consequente qualidade de vida.

O Desidrat da Thermomatic é a melhor indicação para a saúde em todos os sentidos.

Fonte: Thermomatic

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More