ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Conselho Tutelar registra 16 casos de estupro contra crianças neste ano em Sobral

Dos 16 casos de abuso contra crianças e adolescentes registrados em Sobral neste ano, 11 foram cometidos em creches e escolas da rede pública de ensino, seja municipal seja estadual. Os outros cinco casos se deram dentro do ambiente familiar. O levantamento é do conselheiro Sândalo Linhares, responsável pelo acompanhamento de 11 desses crimes.

“Não podemos dizer que são casos isolados. Todos ainda estão sendo apurados pelo Ministério Público, inclusive um, ocorrido no distrito de Aprazível. É primordial que toda a situação que envolva criança ou adolescente seja divulgada. Só para se ter uma ideia, eu acompanho cinco casos relatados de escolas de Sobral. O que falta é mais interação entre o Município e o Conselho Tutelar para que medidas mais efetivas sejam tomadas. Somos cinco conselheiros, com apenas um carro para atender a demanda diária, mas não vamos passar a mão na cabeça, nem abraçar, nenhum violador”, afirma Sândalo Linhares.
Sândalo Linhares, do Conselho Tutelar: “Não são casos isolados”.

O registro mais recente foi da garota de três anos vítima de abuso sexual numa creche. “Este ano, contabilizamos 11 notificações de crianças ou adolescentes que apontam professores ou servidores de escolas e creches, como assediadores sexuais. Tanto no ensino fundamental, como médio. A maioria dos relatos vem da rede municipal de ensino, além de uma escola da rede estadual. Todos, independentemente da forma que se deu o abuso, são tratados como estupro de vulnerável”. A afirmação é do conselheiro tutelar Sândalo Linhares, que acompanha cinco, do total de casos relatados.

Uma das denúncias partiu do Colégio Liceu Dom Walfrido Teixeira, localizado no bairro Parque Silvana. “O relato é de uma adolescente de 16 sobre um professor que a assediava, desde 2017. Ao tomarmos conhecimento, este ano, noticiamos, tanto à delegacia, quanto ao Ministério Público.

Outro caso, segundo Sândalo Linhares, ocorreu dentro da Escola de Tempo Integral Maria Dorilene Arruda Aragão. “Fomos acionados pela família de uma garota que havia tentado suicídio, depois que foi vítima de assédio de um professor. A adolescente tinha 14 anos. O caso ocorreu no final de 2018. Todos os procedimentos foram adotados. A escola tomou providências administrativas e encaminhou relatório ao Conselho Tutelar, que também acompanhou a adolescente ao atendimento no Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS)”.

Um caso que chamou bastante a atenção do conselheiro foi o de uma menina de 4 anos de idade, atendida pelo Hospital Regional Norte, com sangramento nas partes íntimas. O abuso teria ocorrido dentro de uma creche no bairro Sinhá Sabóia. “O Conselho foi noticiado pelo hospital, porque a criança chegou com sangramento, e a mãe não sabia o que havia acontecido, ao perceber vermelhidão nas partes íntimas da criança, na saída da creche. Nesse caso, também aguardamos o desfecho”, diz o conselheiro.

Entre os meses de julho e agosto deste ano, o conselheiro também foi acionado para acompanhar outra denúncia de abuso sexual dentro da Escola de Ensino Fundamental José Parente Prado, no bairro Sumaré. Dessa vez, um menino de 9 anos foi continuamente estuprado pelo professor. O crime ocorreu dentro de sala de aula. “Nesse caso, também foram feitos todos os encaminhamentos. A criança foi atendida pelo CREAS, pelo posto de saúde do bairro, pela delegacia e IML, além da notificação feita ao Ministério Público. Ainda aguardamos que o Município se pronuncie para que seja feito um exame mais especializado na criança, em Fortaleza”, adianta o conselheiro, sobre o aumento do número de abusos sexuais contra crianças, mostrado pelo Sobral Post .

Esses números, levantamento pessoal do conselheiro Sândalo Linhares, não abrangem todos os casos, pois muitos não chegam ao conhecimento do Conselho Tutelar. “As mães sofrem pressão para não divulgar, muitos casos são abafados”, disse.

Sândalo Linhares afirma acompanhar cinco casos (os primeiros da lista abaixo). Os outros são acompanhados pelos demais conselheiros, que ele desconhece os detalhes, mas tem ciência dos casos que estão sob a responsabilidade dos demais conselheiros: Maria do Livramento Neta (professor de educação física), Wagner Ribeiro Albuquerque (Jaibaras), Jakeline Barbosa (Raul Monte e Aprazível) e Francisco Adail Alves (estupro na creche de professor de dança).

11 CASOS DE ABUSO NAS ESCOLAS DE SOBRAL

- LICEU DOM WALFRIDO – assédio de um professor contra uma adolescente de 16 anos.

- ESCOLA DORILENE ARAGÃO – adolescente de 14 anos tentou se matar depois de sofrer assédio de um professor.

- CRECHE NO SINHÁ SABÓIA – menina de quatro anos é hospitalizada com sangramento na vagina.

- ESCOLA JOSÉ PARENTE PRADO – garoto de 9 anos estuprado pelo professor.

- PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA ABUSA DE ALUNA – escola não identificada.

- ESCOLA DO JAIBARAS – detalhes não revelados.

- ESCOLA RAUL MONTE – garoto especial de 13 anos abusado pelo professor.

- ESCOLA DO APRAZÍVEL – detalhes não revelados.

- CRECHE TEREZINHA PONTE (GRAJAÚ) – abuso contra garota de três anos.

- PROFESSOR DE DANÇA ABUSA DE ALUNA – escola não identificada.

CASO NÃO IDENTIFICADO

A equipe do Sobral Post se sensibilizou com as histórias dessas famílias, que vivem num cenário de alta vulnerabilidade social. Mais do que se solidarizar, o jornal vai se empenhar, numa série de reportagens para relatar cada um dos casos. Para que nenhum fique impune.

Apelamos aos nossos leitores: se você tem conhecimento de algum caso, entre em contato conosco pelas nossas mídias sociais. Em qualquer caso, pode acionar o telefone contra abuso infantil A ligação é gratuita, e é garantido o anonimato.

Fonte: Sobral Post / Marcelino Júnior
Foto ilustrativa

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More