domingo, 31 de maio de 2020

Oficial da Força Tática mata PM da inteligência por engano durante abordagem

O soldado da Polícia Militar, Ricardo Ferreira de Azevedo, 36 anos, foi morto por engano por um tenente da Força Tática, na noite da última quinta-feira (28), em Cuiabá. O PM, que seria da inteligência, estava a paisana e realizando uma abordagem, quando foi atingido pelo colega de farda.

Conforme as informações iniciais, chegou uma denuncia de que cinco motociclistas estariam praticando direção perigosa na avenid Tenente Coronel Duarte (Prainha), sendo solicitado apoio para abordagem.

Uma equipe da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) informou que estava atrás do Morro da Luz, realizando o acompanhamento de um dos suspeitos. Pouco tempo depois, ouviu-se pelo rádio que um PM a paisana teria sido atingido por colegas de farda.

Segundo consta, os policiais à paisana viram um dos suspeitos descendo na contramão e fizeram a abordagem. No exato momento, uma equipe da Força Tática viu o soldado com uma arma em punho e efetuou um disparo de arma de fogo, atingindo o colega.

Ao serem informados de que ele seria um policial, os homens da Força Tática o colocaram na viatura e seguiram para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), localizado no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

O soldado Ricardo não resistiu aos ferimentos e foi a óbito logo depois. Ele deixa esposa e filhos. O PM era lotado na 21ª Companhia Independente e fazia parte da inteligência.

A Polícia Militar deverá se posicionar através de nota ainda nesta manhã. O comandante do Comando Regional I, coronel Esnaldo de Souza Moreira, classificou o fato como uma tragédia.

(Olhar Direto)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More