quinta-feira, 14 de maio de 2020

TikTok é acusado de violar privacidade de crianças

Grupos denunciaram o aplicativo e pediram a exclusão de vídeos de menores.

O Center for Digital Democracy, o Campaign for a Commercial-Free Childhood e outros grupos de defesa da privacidade alegam que o aplicativo TikTok violou uma lei que protege a privacidade das crianças online. As entidades apresentaram uma queixa na Federal Trade Commission (FTC), que atua na defesa do consumidor nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (14).

Os grupos disseram que o aplicativo, que se tornou popular entre crianças e adolescentes, não conseguiu excluir todos os vídeos feitos por crianças menores de 13 anos. Segundo a porta-voz do TikTok, Hilary McQuaide, a empresa leva a privacidade a sério e está comprometida em ajudar que a plataforma continue sendo uma comunidade segura e divertida para os usuários.

– Descobrimos que o TikTok atualmente tem muitos usuários com menos de 13 anos de idade e muitos deles ainda têm vídeos de si mesmos que foram enviados em 2016, por isso é especialmente importante que a FTC investigue rápida e minuciosamente as práticas do TikTok e tome medidas efetivas de aplicação – disse a denúncia enviada ao FTC.

(Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More