sábado, 20 de junho de 2020

Pessoas com sangue tipo A têm risco de Covid mais grave

Fatores genéticos também podem agravar a infecção por SARS-CoV-2.
Um estudo realizado durante o período mais crítico da pandemia do coronavírus na Europa mostrou que o tipo sanguíneo e outros fatores genéticos podem definir quão grave pode ser a infecção e os sintomas causados pela Covid-19.

Mais de 4 mil pessoas foram analisadas e os especialistas descobriram que uma série de variantes em genes envolvidos nas reações imunológicas são mais comuns em pacientes graves da doença. Estes genes têm relação com a proteína ACE2, que fica na superfície das células e é por meio dela que o SARS-CoV-2 consegue infectar o ser humano.

Em relação ao tipo sanguíneo, pessoas de tipo A possuem risco 45% maior de ter um quadro mais grave da infecção. Já o tipo O parece ter um risco 35% menor.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More