terça-feira, 18 de agosto de 2020

Correios entram em greve por tempo indeterminado

Cerca de 100 mil funcionários aderiram à paralisação, de acordo com a federação.
A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT) entrou em greve na noite desa segunda-feira (17). Cerca de 100 mil funcionários aderiram à paralisação, que é nacional e por tempo indeterminado.

A categoria reclama de falta de medidas de proteção contra o novo coronavírus e também alega que cláusulas do acordo coletivo foram quebradas pelos Correios.

– Foram retiradas 70 cláusulas com direitos como 30% do adicional de risco, vale alimentação, licença maternidade de 180 dias, auxílio creche, indenização de morte, auxílio creche, indenização de morte, auxílio para filhos com necessidades especiais, pagamento de adicional noturno e horas extras – informou o texto emitido pela FENTECT a respeito da greve.

A FENTECT afirmou ainda que os trabalhadores lutam contra a privatização dos Correios. A federação encerrou o informativo sobre a paralisação se manifestando contra o presidente Jair Bolsonaro e o general Floriano Peixoto, presidente dos Correios.

Sobre a greve, Peixoto disse à colunista do UOL, Carla Araújo, que informações deturpadas prejudicam os funcionários.

– O que testemunhamos é uma tentativa de confundir os empregados acerca de temas sobre os quais a direção dos Correios não tem influência: os estudos de desestatização são conduzidos pelos órgãos competentes e baseados em minucioso planejamento que visa, ao fim e ao cabo, à determinação da melhor alternativa para a empresa e para a sociedade – afirmou.

Os Correios são considerados serviço essencial e, por isso, os sindicatos avisaram que um número mínimo de trabalhadores continuará trabalhando. (Pleno News)

1 comentários:

Já terminou a ultima greve dele?
O serviço é tão ruim, que hj em dia nem dá pra saber, qndo estão trabalhando ou qndo estão em greve.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More