SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

"Não admitirei censura", diz Frias após exclusão do Terça Livre

Secretário de Cultura afirmou que decisão da plataforma fere o ordenamento jurídico brasileiro.
O secretário especial de Cultura, Mário Frias, escreveu em sua conta no Twitter, nesta sexta-feira (5), que determinou que a Secretaria de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual (SDAPI) notifique o YouTube para que a plataforma preste explicações sobre a “suspensão de alguns usuários da plataforma”.

Apesar de não mencionar diretamente o Terça Livre como motivo para adoção de tal medida, o secretário republicou uma mensagem do deputado Eduardo Bolsonaro que indicava como assistir ao canal pelo Instagram. O site, administrado pelo jornalista Allan dos Santos, teve seus dois canais no YouTube suspensos na quinta-feira (4).

– Não admitirei qualquer tipo de censura e buscarei todos os esclarecimentos, uma vez que nosso ordenamento jurídico só permite tal suspensão através de uma ordem judicial – escreveu o secretário.

O Google, dono da plataforma de vídeos, afirmou em nota relacionada ao bloqueio dos canais Terça Livre que fez a remoção por conta de reiteradas violações promovidas pelas páginas. No comunicado, a empresa ainda disse que “se reserva o direito de restringir a criação de conteúdo de acordo com os próprios critérios”.

(Paulo Mora / Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More