DETETIVE PARTICULAR - NÃO FIQUE NA DÚVIDA! (88) 98120.0376

quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Moses Rodrigues avalia política local e nacional em entrevista ao Sistema de Comunicação Paraíso

O deputado federal respondeu aos ouvintes e reforçou apoio ao capitão Wagner, para o governo do Estado, e ao chanceler do Uninta, Oscar Rodrigues, para uma vaga na Assembleia Legislativa do Ceará.

Em visita ao programa diário, A Hora da Notícia, apresentado pelos radialistas Bené Fernandes, Wellington Soares e Gegê Romão, o deputado federal Moses Rodrigues (MDM) movimentou o debate político, na manhã desta quarta-feira (29), no Sistema de Comunicação Paraíso. O programa figura entre os de maior audiência na cidade; e reflete os anseios da população, no que diz respeito às demandas relacionadas à segurança, saúde, e as questões socioeconômicas, que mexem com o humor das pessoas e o bolso do trabalhador, direta ou indiretamente. O deputado, de 43 anos, que foi reeleito com 128.526 votos em 2018, sendo 21.169 votos de Sobral, respondeu aos questionamentos dos apresentadores e dos ouvintes.

Num primeiro momento, o vereador sobralense Thiago Ramos (MDM) entrou no ar para parabenizar a atuação do deputado, e o definiu como “um homem honrado, que tem conquistado muito para o município de Sobral, por meio de importantes emendas parlamentares; e deixa a base de oposição na câmara, formada por sete vereadores, muito bem alinhada com o que pensamos de melhor para o nosso município. Moses está de parabéns”, reforçou Thiago Ramos.”

Questionado sobre o apoio à candidatura do capitão Wagner (PR), ao governo do Ceará, no próximo pleito, Moses reforçou suas qualidades como policial, educador e sua experiência no cenário político como vereador, mais votado à época, deputado estadual e federal. “É uma pessoa super preparada, que representa esse movimento de ruptura que a oposição tem sinalizado no Estado. Precisamos de outras pessoas que possam evoluir dentro de um plano de governo que resolva, sobre tudo o que não foi resolvido nas gestões anteriores. Wagner tem caminhado muito; visitado todas as cidades do interior, com muita disposição em apresentar suas propostas”, pontuou.

Quando questionado pelo radialista Bené Fernandes sobre a violência presente no cotidiano do sobralense, Moses revelou sobre as muitas reclamações que tem recebido por parte da população sobre o assunto. “O problema que o Ceará vive hoje se reflete em outros estados. É uma situação complexa. Eu vejo que deve ocorrer uma articulação que envolva União Estados e municípios, onde se tenha uma política de Estado, que determine o que vai acontecer nos próximos 20 anos. Isso organizado pelo União. E se falando em Guarda Municipal, eu não vejo como justificativa, um efetivo não sendo armado”, revela.

Ainda, seguindo esse raciocínio, Moses Rodrigues foi bem enfático. “Nossos guardas têm condições, sim, de proteger o patrimônio com armas. E se uma praça está segura, por exemplo, consequentemente as pessoas que ali circulam, também estarão” explicou. Ao ampliar o debate, Moses relatou aos ouvintes sobre os investimentos na área, oriundos da Federação. Em média, cerca de R$ 3 milhões de reais foram repassados, por meio de emenda, para ampliação e manutenção das atividades da Guarda. “Mas muito ainda há de ser feito para que tenhamos um efetivo mais presente. Sabemos que são apenas 250 homens lotados na Guarda Municipal, entre inspetores, sub-inspetores e guardas, para a proteção do nosso patrimônio público. É muito pouco”, reconhece.

Ao abordar o atual cenário político, com vistas à disputa de 2022, à presidência do País, Moses vislumbra, assim como o seu partido, uma terceira via de direita, correndo por fora da polarização que se configura, atualmente; inclusive, com a indicação de alguns nomes direitistas que se apresentam, mas que ainda não teriam a expressão necessária. “Já que temos Lula e Bolsonaro, nos extremos, assim como a possibilidade de nomes como Sérgio Moro, Ciro, Simone Tebet, do meu partido, e o Dória; o que pensamos, é em uma possível candidatura de direita, com um nome forte, de musculatura suficiente, à frente de um projeto de peso, que pontue o diálogo entre os partidos. E isso tem sido analisado”, explica, o deputado, que, entre uma resposta e outra, reforçou a importância da Educação para a criação de bases sólidas em todas as instâncias sociais.

Moses também lembrou dos recursos da ordem de R$ 5 milhões, direcionados por ele, ainda em 2020, por meio de emenda, ao governo do Estado, na luta contra a pandemia. “Esses recursos representaram muito para a saúde da população cearenses e das boas relações, entre situação e oposição; até porque, as discussões para o avanço que pretendemos, se dão por meio do diálogo, pontuou o deputado federal, que também se manifestou sobre o questionamento da ouvinte e técnica de enfermagem, da Santa Casa de Sobral, Jacira Ferreira, que falou sobre mudanças necessárias ao piso salarial da categoria. “Quero saber do deputado, se o senhor é a favor da PL, que trata do nosso piso salarial, para o reconhecimento que merecemos há muitos anos”, perguntou a ouvinte.

“Além de votar a favor, eu encabeço a cobrança da votação dessa PL, que veio do Senado, agora no final de novembro, para apreciação da Câmara”, respondeu Moses e seguiu. “Eu conversei, pessoalmente, com o presidente Artur Lira, sobre essa pauta, e digo que nosso partido está apoiando esse piso para a categoria, já bastante defasado. O que obtive de resposta, é que já se estuda uma forma de indicação de uma fonte de recursos para que essa situação seja mudada. Após o recesso parlamentar, esse tema deverá voltar a ser discutido, em busca de uma solução positiva”, respondeu.

O deputado falou, ainda, sobre o apoio irrestrito à candidatura, no próximo ano, à uma cadeira na Assembleia Legislativa do Ceará, do empresário, chanceler do Uninta, Dr. Oscar Rodrigues, pai do deputado. “Com certeza, estaremos juntos nessa luta, e teremos uma excelente representação, com o nome de Dr. Oscar Rodrigues na Assembleia”. Moses adiantou, ao final da entrevista, que o partido concorrerá à cadeira de prefeito, em 2025. “Com certeza, teremos candidato nosso à oposição no município. Ainda não temos um nome, mas vamos apresentar alguém que represente essa ruptura que precisamos contra o grupo político que está aí, faz a 30 anos. Na eleição de 2016, por exemplo, obtive 45 mil votos; no ano passado, Oscar e Zé Vytal, obtiveram pouco mais de 40 % dos votos computados. Isso mostra que o povo quer essa mudança. Precisamos experimentar novos modelos de gestão. É para isso que estamos trabalhando”, finalizou o deputado, que também concedeu entrevista ao programa Tribuna e Plenário, outra grande audiência da casa, apresentado pelo radialista Oliveira Domingos.

Por Marcelino Jr / Sistema Paraíso

3 comentários:

🇧🇷 Terá o meu voto e dos daqui de casa, deputado federal:Moses Rodrigues e o chancheler:Sr:Oscar Spindola Rodrigues Júnior e também para o Capitão Wagner Sousa e Bolsonaro!

🇧🇷 Terá o meu voto e dos daqui de casa, deputado federal:Moses Rodrigues e o chancheler:Sr:Oscar Spindola Rodrigues Júnior e também para o Capitãoe: Wagner Sousa e Bolsonaro!

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More