segunda-feira, 28 de março de 2022

Talibã proíbe mulheres de viajarem sozinhas em aviões

O Talibã ordenou uma nova restrição às liberdades das mulheres afegãs. Elas estão proibidas de embarcar em voos sem a companhia de um parente do sexo masculino. A determinação do grupo extremista foi repassada às companhias aéreas do país na quinta-feira 24, segundo a agência de notícias France Presse.

Uma carta encaminha à companhia Ariana Afghan, que a agência teve acesso ontem, confirmou as novas instruções. “Nenhuma mulher pode viajar em um voo local ou internacional sem um parente masculino”, segundo o documento.

Desde seu retorno ao poder em agosto de 2021, os talibãs anunciaram várias restrições à liberdade das mulheres, geralmente aplicadas localmente, de acordo com as autoridades regionais do ministério para a Promoção da Virtude e a Prevenção do Vício.

O movimento islamita prometeu que apresentaria uma versão mais tolerante do rígido código de comportamento que seu governo impôs no primeiro período no poder, de 1996 a 2001.

Mas desde agosto, as mulheres foram excluídas da maioria dos cargos públicos e do ensino médio. Além disso, elas também são obrigadas a usar roupas de acordo com uma interpretação estrita do Alcorão.

As novas medidas contra o deslocamento das mulheres foram divulgadas poucos dias depois do fechamento das escolas do ensino médio para meninas — apenas algumas horas após a reabertura pela primeira vez desde a chegada dos islamitas radicais ao poder.

Os talibãs já haviam proibido as mulheres de viajar sozinhas por estrada entre cidades caso o trajeto supere 70 quilômetros, mas até agora elas tinham permissão para embarcar em voos.

O ministério do país rebateu e divulgou que não repassou nenhuma diretriz para proibir as viagens de mulheres sozinhas em aviões.

(Revista Oeste)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More