sexta-feira, 8 de abril de 2022

Ataque a estação de trem deixa dezenas de mortos na Ucrânia

O governador de Donetsk, Pavlo Kirilenko, afirmou nesta sexta-feira (8) por meio de postagem no Twitter, que há registro de 39 mortos e 87 feridos em consequência do ataque contra a estação de trem de Kramatorsk, na Ucrânia.

Ainda segundo a fonte, entre os feridos, há um “número significativo” de casos graves de lesões ocorridas após o impacto de mísseis Tochka-U sobre a instalação. No local, milhares de civis esperavam para serem evacuados para regiões seguras.

Na mensagem que publicou nesta sexta, logo após o ataque, Kirilenko, responsabilizou “os fascistas russos” pela ação.

O assessor da chefia de gabinete da presidência da Ucrânia, Oleksiy Arestovych, garantiu que antes do bombardeio, houve uma operação de observação da região.

– As tropas russas atacaram com um míssil do tipo Iskander a estação de trens de Kramatorsk. É preciso entender que ataques desse tipo são precedidos de um reconhecimento minucioso do alvo. Viram perfeitamente que estavam atingindo civis, na primeira hora da manhã, no momento em que havia milhares de pessoas tentando sair. Famílias, crianças, idosos – escreveu no Facebook o representante do governo, segundo a agência de notícias Ukrinform.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, garantiu nesta sexta-feira que o ataque contra uma estação de trem é a prova de que a Rússia “extermina” a população civil.

– Este é um mal que não tem limites. E se não for punido, nunca deixará de acontecer – lamentou o chefe de Estado, em postagem no Facebook.

*EFE

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More