ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

domingo, 2 de outubro de 2022

Camilo Santana é eleito senador do Ceará

Camilo Santana (PT) está eleito como novo senador do Ceará. O ex-governador foi eleito para ocupar a vaga que será deixada por Tasso Jereissati (PSDB) no fim da atual legislatura. Com 68,68% dos votos válidos de 84,33% das seções apuradas, Camilo está matematicamente eleito.

Com o resultado, Camilo assumirá o mandato de 8 anos a partir de 1º de fevereiro de 2023. Nesta eleição, cada estado e o Distrito Federal têm uma vaga para o Senado.

A candidata da coligação União pelo Ceará, Kamila Cardoso (Avante), está em segundo lugar na disputa. Érika Amorim (PSD) está em terceiro. Já o candidato Carlos Silva (PSTU) está em quarto.

CHAPA PARA O SENADO

No pleito deste ano, apenas uma vaga para o Senado estava em disputa - a que será deixada pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), que não concorreu à reeleição. Junto com Camilo Santana, foram eleitas Augusta Brito (PT), como 1ª suplente, e Janaína Farias (PT), como 2ª suplente.
TRAJETÓRIA

Ex-governador do Ceará, Camilo Santana renunciou ao cargo no dia 2 abril, no período janela partidária, para concorrer à vaga do Senado.

Natural do Crato, na região do Cariri, Camilo tem 54 anos e é formado em agronomia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Seu interesse pela política iniciou ainda na época de sua vida acadêmica, quando participou do movimento estudantil.

Seu primeiro partido foi o PSB, pelo qual concorreu à Prefeitura de Barbalha em 2000, seu reduto político, ficando em 4º na disputa. Em 2004, chegou novamente a disputar a eleição municipal da cidade, dessa vez pelo PT, mas acabou em segundo. Desde então, segue filiado ao Partido dos Trabalhadores, tendo se tornado uma das principais lideranças da agremiação no Ceará.

Servidor público federal, ele ocupou o cargo de superintendente do Ibama no Ceará entre 2003 e 2004. Em 2006, assumiu a Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará. Em 2010, foi eleito para a Assembleia como o deputado estadual mais votado, com 131 mil votos. Em 2012, se licenciou para assumir a Secretaria das Cidades durante o governo de Cid Gomes, seu padrinho político.

Em 2014, o petista foi escolhido pelo grupo de Cid para disputar o Governo do Ceará dando sequência a aliança entre PT e os irmãos Ferreira Gomes. Naquele pleito, foi eleito com 53,35% dos votos válidos. Em 2018, foi reeleito com quase 79,94% dos votos válidos no primeiro turno.

Com a saída do Governo em abril deste ano, sua vice, Izolda Cela (sem partido), assumiu o comando do Palácio da Abolição. Durante a pré-campanha, ele defendeu o nome da mandatária para disputa pelo Governo do Ceará. No entanto, o candidato escolhido pelo PDT foi o ex-prefeito Roberto Cláudio.

Com a oficialização de Roberto, o PT rompeu a aliança do grupo governista com o PDT e lançou o deputado estadual Elmano de Freitas (PT) para a disputa, com o apoio de Camilo.

(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More