ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

quarta-feira, 12 de outubro de 2022

Pesquisa mostra empate técnico entre Lula e Bolsonaro nas respostas espontâneas

A nova rodada da pesquisa Ipespe feita para a Associação Brasileira de Pesquisadores Eleitorais (Abrapel) mostra Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com sete pontos de vantagem para Jair Bolsonaro (PL) na disputa pelo Palácio do Planalto. Na pergunta estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados, o placar é de 50% a 43% para Lula. No cenário espontâneo, quando entrevistados precisam dizer em quem votarão sem opções, Lula (47%) tem cinco pontos sobre Bolsonaro (42%). Isso significa que os dois adversários estão em empate técnico nessa forma de fazer a pergunta e apurar as respostas.

Brancos, nulos e quem responde "nenhum" candidato (6%) e indecisos (5%) somam 11% no quadro espontâneo. Nas respostas estimuladas, são 6% ao todo. Mesmo que seja um estoque relativamente baixo de votos, movimentações dentro desses grupos ainda podem mudar o rumo da eleição. A pesquisa foi feita por telefone com 1.100 entrevistados e tem margem de erro máxima de três pontos percentuais para mais ou menos.

No cenário que simula os votos válidos, Lula tem 54% contra 46% de Bolsonaro, mas o relatório do Ipespe alerta que o potencial de abstenção não é captado pela pesquisa. Portanto, se forem considerados somente os eleitores com "muito ou algum interesse na eleição" (81% da amostra), Lula tem 51% contra 47% de Bolsonaro em votos totais. Brancos e nulos somam 2% segundo esse critério e indecisos, 1%. Ou seja, existe um empate técnico.

Na batalha de rejeições, 45% dizem que não votariam de jeito nenhum em Lula, enquanto 49% afirmam o mesmo sobre Bolsonaro. Considerada a margem de erro, há um empate técnico na rejeição. São 47% os que com certeza votariam em Lula contra 41% que dizem estar convictos do voto em Bolsonaro. Outro empate, mas este no limite da margem de erro.

Na disputa pelo espólio dos votos em Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), a pesquisa Ipespe mostra Lula herdando 55% de quem afirma ter votado na senadora. Outros 16% desses eleitores afirmam que agora escolherão Bolsonaro. O petista tem uma vantagem menor entre os entrevistados que optaram por Ciro: Lula recebe 44% das intenções de voto desse grupo enquanto 36% optam pelo atual presidente.

Assim como em outras pesquisas, a avaliação sobre a forma de Bolsonaro governar vem mostrando recuperação. São 52% os que desaprovam (eram 57% na véspera do primeiro turno). Os que aprovam subiram de 36% para 41% entre o dia 30% de setembro e este início de segundo turno.

A percepção sobre a economia também melhorou. Há uma queda de sete pontos percentuais entre aqueles que veem a situação do país no caminho errado (de 56% para 49%). E um aumento de oito pontos percentuais entre aqueles que enxergam um caminho certo (de 35% para 43%).

Embora a pesquisa revele um cenário bastante disputado entre Lula e Bolsonaro, a maioria (54%) acredita que o petista vai ganhar em 30 de outubro, contra 39% dos que preveem uma vitória de Bolsonaro. São 7% os que dizem não saber qual será o resultado final do segundo turno.

Entre os eleitores de Bolsonaro, são 12% os que acreditam na vitória de Lula. Já no grupo dos que votam no petista, 4% têm a expectativa de que Bolsonaro vai vencer. O ex-presidente está em vantagem quando a pergunta é sobre quem está se saindo melhor até agora no segundo turno: 49% dizem que é o petista contra 40% que apontam Bolsonaro.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o código o BR-01120/2022 e entrevistou eleitores entre 8 e 10 de outubro.

Fonte: Extra.Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More