domingo, 11 de dezembro de 2022

Irritado com evangélicos, Lula nomeará a Espírita e adepta do Candomblé Margareth Menezes para Ministério da Cultura

A cantora Margareth Menezes aceitou o convite para assumir o Ministério da Cultura no governo do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva. O nome da baiana surgiu por indicação da esposa de Lula, Rosângela Silva, a Janja, e a artista teria sido a terceira opção para o comando da pasta.

A confirmação, que ainda não foi oficializada, foi noticiada pela Folha de S. Paulo. Segundo fontes ouvidas pelo Portal Chumbo Grosso, o foco é agradar Janja, esposa de Lula que é adpta do Candomblé.

Lula, desde maio deste ano, prometeu recriar o Ministério da Cultura. Hoje, a área é atribuição de uma secretaria especial do Ministério do Turismo. Durante o governo Bolsonaro, já foram responsáveis pela estrutura os atores Mario Frias e Regina Duarte.

Se confirmada como ministra do governo Lula, o petista repetirá a escrita de convidar um artista baiano para comandar a Cultura. No início do seu primeiro mandato como presidente, o político teve como titular da pasta o baiano Gilberto Gil, entre os anos de 2003 e 2008.

Ainda segundo a Folha, a cantora sofre resistência dentro da ala petista. Militantes do partido teriam apontado que a baiana não tem experiência como gestora, tendo na bagagem apenas a criação da Associação Fábrica Cultural, em Salvador.

Via Portal CM7

3 comentários:

Kkk, toma bando de otários tá aí faz o L cambada de babaca, viva Lula toma acho é pouco 🤪🤪🤪🤪🤪🤪😁😁😁😁😁

viva o socialismo! viva o comunismo! nossa bandeira breve será vermelha, picanha é meu ovo

E aí, qual o problema Zé, da religião da pessoa?

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More