quinta-feira, 23 de julho de 2020

Bolsonaro elogia cloroquina: "12 horas depois estava bem"

Presidente voltou a elogiar o medicamento e disse que ministros Onyx e Milton Ribeiro também usaram.
Nesta quinta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19 e afirmou que se sentiu melhor 12 horas após tomar um comprimido. Ele disse que os ministros da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e da Educação, Milton Ribeiro, também usaram o medicamento e estão melhores. Ambos testaram positivo para a doença.

As declarações foram dadas durante sua tradicional live pelo Facebook das quintas-feiras.

Sobre o uso do remédio no tratamento da doença, Bolsonaro voltou a lembrar que não recomenda o uso, mas falou sobre os efeitos positivos da hidroxicloroquina.

– Meu estado de saúde. Estou muito bem, graças a Deus. O ministro Onyx e também o ministro Milton Ribeiro, da Educação, foram acometidos do vírus, e começaram, imediatamente, a tomar hidroxicloroquina. Deixo bem claro que é uma adesão do médico e do paciente, como foi o meu caso. Não estou recomendando para ninguém não. Eu tomei, e 12 horas depois estava me sentindo muito bem. E como estou muito bem, graças a Deus, até hoje. A mesma coisa me reportou o Onyx e o ministro Milton, se sentiram muito bem também – explicou.

O presidente reconheceu que ainda não há estudos provando a eficácia do remédio, mas disse que não pesquisa recomendou que não se use a substância.

– Deixar claro aqui. Hoje eu vi um governador criticando a hidroxicloroquina, falando em ciência. Até lembrei do [ex-ministro] Mandetta. Parece até que o governador desse estado fez a mesma faculdade. Acreditamos na ciência, mas não existe comprovação científica. E como alguns dizem (…) não é recomendado, e nem não é recomendado. Está em estudo ainda (…) Enquanto não tem um remédio para atacar o problema, é válido isso aqui – ressaltou.

Por fim, ele também pediu às pessoas que parem de tentar proibir o uso da hidroxicloroquina.

– Quem não tem uma outra alternativa, que não fique querendo proibir a hidroxicloroquina por quem queira tomá-la devidamente receitada por um médico – afirmou.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More