SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

terça-feira, 20 de abril de 2021

Aluno é flagrado fazendo sexo durante aula on-line em Santa Catarina

Em nota, a universidade informou que o estudante responsável pela conduta foi identificado e já estão sendo adotadas as medidas administrativas cabíveis a fim de apurar as responsabilidades.

Em uma aula on-line do curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), os alunos e uma professora flagraram um estudante fazendo sexo, na última sexta-feira, em Florianópolis. Ele deixou a câmera ligada durante o ato. Constrangida, a docente ainda avisou que a cena estava sendo transmitida e gravada.

"Tem uma câmera ligada. Gente, eu não sei o que eu faço numa situação dessas. A única câmera ligada eu acho que é a câmera que não deveria estar ligada. É constrangedor, evidentemente. A gente está gravando, inclusive", disse a professora. Logo após, a mestre avisou que iria desconectar a aula on-line e ingressaria em outro link. Em seguida, a aula recomeçou em outra sala virtual.


O que diz a universidade

Em nota, a Coordenação do Curso de Graduação em Administração, a Direção do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UFSC informaram que "já estão sendo adotadas as medidas administrativas cabíveis a fim de apurar as responsabilidades de um lamentável episódio ocorrido em uma aula remota de disciplina oferecida a uma turma do curso de graduação em Administração da UFSC".

Segundo a instituição, o estudante responsável pela conduta já foi identificado e deverá ser apurado o ato, no sentido de reunir as provas e evidências da grave falta disciplinar, "com base na Resolução Normativa Nº 17/CUn/1997. A depender de parecer de comissão específica, podem ser aplicadas penas de advertência, suspensão ou até mesmo exclusão".

A Coordenação do curso, a Direção do CFH e a Prograd prestaram solidariedade à docente responsável pela disciplina. "Ao mesmo tempo em que irão requerer a abertura de procedimento para apurar não apenas a conduta do estudante, mas dos responsáveis pela divulgação do vídeo em que está configurada a infração disciplinar", concluiu em comunicado.
Via O Dia
Vìdeo YouTube

2 comentários:

O RAPAZ VAI SER PUNIDO E VAI SER TOMADA AS MEDIDAS CABÍVEIS POR UM ATO QUE ELE ESTAVA FAZENDO EM SEU LAR, SEU ESPAÇO RESERVADO SENDO QUE ESSAS AULAS ONLINE QUE INVADEM SUA PRIVACIDADE E ALEM DE ALGUMAS SEREM UM SACO. MAS NESTE CASO A DOCENTE PODERIA MUITO BEM TER DESLIGADO A CÂMERA DO JOVEM AO INVÉS DE TER FICADO ASSISTINDO TODO O ATO E DEIXANDO OS DEMAIS DE EXPECTADORES.

Nós estamos em meio a uma pandemia, as aulas online se tornaram a principal forma de manter a educação funcionando. O ambiente virtual pode ter a camera e microfone desligadas e a responsabilidade é do aluno.
Outro ponto é, será que era necessário sexo naquele momento? Ele está sendo totalmente antiético e desrespeitoso com a professora e colegas, já que era um momento de aula... do qual ele normalmente está na faculdade, penso eu.
Se esse estudante não tem maturidade para cumprir seus deveres, sentar a bunda na cadeira e assiatir a aula com atenção... é problema dele, o erro é unica e exclusivamente dele.
Ele poderia não ter entrado no link e faltado a aula, ele poderia ter feito o ato depois da aula ou antes da aula...
Não existe essa de a aula invadir sua privacidade, são as mesmas horas de estudose ele estivesse presencialmente, e até onde eu sei, o sexo não era comum no meio de salas de aulas presenciais. Ele foi irresponsável, desrespeitoso com a menina com quem se relacionou, com a turma e principalmente com a professora os quais foram todos expostos com o vídeo.
Botar a culpa em terceiros é no mínimo ilógico e ridiculo.
🤔

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More