DETETIVE PARTICULAR - NÃO FIQUE NA DÚVIDA! (88) 98120.0376

sábado, 1 de janeiro de 2022

Em 24h, Covid infecta 162.572 no Reino Unido e 23.290 em Portugal; no Brasil, 3.986

A Inglaterra registrou neste sábado (1º) um total diário de 162.572 novos casos de covid-19, um novo recorde, ante 160.276 no dia anterior, segundo dados oficiais.

Houve 154 mortes na Inglaterra em 28 dias após um teste positivo, ante 178 na sexta-feira.

Já Portugal, nas últimas 24 horas, registou 23.290 novos casos de covid-19 e 21 vítimas mortais. Segundo o boletim epidemiológico deste sábado, as internações voltaram a cair rapidamente.

Enquanto isso, no Brasil, de acordo com balanço divulgado na noite deste sábado pelo Ministério da Saúde, foram registrados nas últimas 24 horas, em todo o País, 3.986 novos casos de Covid e 49 óbitos.

A Itália assombrou a Europa ao registrar, nesta sexta (31), mais 144.243 casos de infecção pelo Covid o que representa recorde desde o início da pandemia e eleva o total de positivos desde o começo do ano passado para mais de 6,1 milhões.

Os dados do Reino Unido normalmente incluem Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, mas não foi realizado desta forma neste sábado devido a diferenças nos cronogramas de relatórios durante o fim de semana do ano-novo.

O número diário de infecções confirmadas em todo o Reino Unido bateu recordes repetidamente em dezembro, conforme a variante Ômicron se espalhava rapidamente. No entanto, as hospitalizações e mortes permaneceram em níveis mais baixos do que durante as ondas anteriores.

Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte adotaram restrições, como o fechamento de casas noturnas, regras de distanciamento social em bares e limites ao número de pessoas que podem se reunir.

Mas a Inglaterra, que responde por mais de 80% da população do Reino Unido, não determinou nenhuma restrição. O secretário de Saúde, Sajid Javid, disse que qualquer nova restrição seria introduzida apenas como um “último recurso absoluto”.

(Diário do Poder)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More