sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

Condenada por cortar pênis do ex, médica é investigada por torturar marido em SP

Uma médica de 41 anos está sendo investigada pela Polícia Civil sob suspeita de agredir e torturar o próprio marido em Tremembé, interior de São Paulo. As informações são do G1.

A mulher, que não teve a identidade revelada, possui um histórico de violência contra companheiros. Em 2002, ela foi condenada a seis anos de prisão em Minas Gerais por mandar cortar o pênis de seu ex-noivo, após ser abandonada dias antes do casamento.

Dessa vez, a médica foi denunciada após a repercussão de postagens feitas nas próprias redes sociais, em que aparecia agredindo e torturando o marido, que parecia estar sob efeito de remédios.

A Polícia Civil realizou mandado de busca e apreensão na residência do casal, onde encontrou a vítima e duas crianças, filhas da médica, feridas. A acusada não estava no local.

Em depoimento aos agentes, o marido confirmou que sofria agressões e torturas e disse que não botava fim na relação por dependência financeira.
Animais congelados em freezer

Segundo os agentes, a casa da médica estava em péssimas condições de higiene, com fezes dos muitos animais da residência pelo chão.

No local, a polícia encontrou 15 cachorros, uma cobra, ratos, um coelho e uma porca. Dentro de um freezer, localizaram uma ave, um coelho e um cachorro congelados.
Prisão em 2013

Acusada de contratar criminosos pra cortar o pênis do ex-noivo em 2002, a médica foi condenada a seis anos de prisão em 2013. Ela ficou em uma cadeia no interior de São Paulo.

Durante o cumprimento da sentença, a mulher engravidou de gêmeos e conseguiu regime de prisão domiciliar. Sua pena já foi totalmente cumprida.

Via Yahoo

1 comentários:

Vai dar em nada , A mulher tem dinheiro. E a nossa justiça quase não gosta , né !?

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More