ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

segunda-feira, 10 de outubro de 2022

Lula teve 80% dos votos dos presos brasileiros

Levantamento feito pelo site O Antagonista em 222 seções eleitorais mostra vantagem de 65 pontos percentuais sobre Jair Bolsonaro no 1º turno.
Lula teve uma larga vantagem sobre os demais candidatos e poderia ter sido eleito em 1º turno — se as eleições ocorressem entre presos provisórios que puderam participar processo eleitoral. Levantamento de O Antagonista em seções destinada ao voto de presos mostra que Lula teve 80,59% dos votos válidos nas seções, contra 15,79% de Jair Bolsonaro.

A reportagem compilou os boletins de urna de 222 seções eleitorais destinados ao voto de presos provisórios, que, de acordo com a legislação eleitoral, mantém seu direito a voto por não terem sentença transitada em julgado. Desses, 221 estavam disponíveis na base de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os votos foram dados em urnas de 19 estados e no Distrito Federal. Dos 14.653 autorizados a votar, 11.363 apareceram, cerca de 77,5% do total.Apesar de comporem uma fatia residual do eleitorado, mesários e agentes eleitorais podem ter votado nestas seções – o TSE não especifica quantos deles seriam.

No cenário geral, Lula teve 8.883 votos e predominância em 208 das 222 seções. Jair Bolsonaro teve 1.741 votos e levou a melhor em apenas 13 seções. Em 1 houve empate entre os dois, com 7 votos para cada.

Todos os outros candidatos receberam votos, mas em menor quantidade. Simone Tebet teve 152 votos (1,38%), Ciro Gomes recebeu 150 (1,36%) e Soraya Thronicke teve 58 (0,53%). Felipe D’Avila foi a opção de 21 presos, Padre Kelmon conseguiu 10 votos, Vera Lúcia outros 6 votos. Leo Pericles e Eymael receberam 1 voto cada.

Na maior seção destinada a presos provisórios, em Limoeiro (PE), 264 eleitores deram uma vitória acachapante a Lula, com 248 votos, ou 98,4% do total. Nas duas menores seções, em Manaus e Pimenta Bueno (RO), Lula também levou a melhor entre os sete votantes em cada máquina.

O resultado não surpreende, já que em 2018 o PT também angariou um alto número de votos nestas seções. Levantamento do Globo, na ocasião, mostrou que, no 2º turno, Fernando Haddad venceu nos presídios com 82,4% dos votos.

(Terra Brasil Notícias)

1 comentários:

Era pra mudar esse paragrafo da constituição que preso a ou b pode vota, preso é preso só tem direito só a liberdade quando pagar a pena, depois que ele tiver solto e for tempo de eleição ele vota normal no candidato que ele quiser

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More